Europa

Centro da Itália – Guia completo

Com toda certeza, toda Itália é fascinante. Ou seja, atrações existem em toda a península italiana. O centro da Itália, porém, têm um apaixonado fã clube. Aliás, a região da Toscana, por exemplo, é uma das mais conhecidas dos turistas brasileiros que, no mínimo, visitam Florença e Piza. O centro da Itália, tem fácil acesso para quem vem do Brasil, podendo desembarcar em Roma ou Milão. O centro italiano tem, ainda mais, paisagens campestres incríveis, lindas regiões litorâneas, como a Riviera, além de algumas das mais interessantes cidades italianas.

Centro da Itália na primavera

Principais atrações no centro da Itália

Riviera Italiana di Levante

Além da Toscana, no centro da Itália, fica também boa parte da Rivera Italiana di Levante. Trata-se, assim, de lugares lindos, onde ficam algumas pérolas do turismo na Itália. Em outras palavras, lugares como Camogli, Rapallo e Santa Margherita Ligure, a elegante Portofino, além de outras cidades litorâneas do Mediterrâneo, com suas água cor de esmeralda.

Centro da Itália, Portofino, na Riviera do Levante

Toscana

É na Toscana que ficam umas das pérolas do turismo italiano, como Florença, sua capital, e, igualmente cidades como Siena, Pisa, Lucca, a pequena San Reggione, além de minúsculos, porém, fascinantes povoados, como Monteriggioni, Montepulciano (não confundir com Montepulcianno do Abrazzo).

Centro da Itália, San Gimignano, na Toscana

A maior parte dessas cidades é rodeada por espessas muralhas. Seus mundo foram, em sua maioria, construídas durante a Idade Média. Ou seja, uma época em que grupos de saqueadores percorriam o país, roubando e violentando. Dessa forma, cada cidade protegia-se como podia.

Centro da Itália: Montereggione, na Toscana

Assim, no passado suas portas eram fechadas à noite!
Chama também a atenção do turistas a arquitetura toda medieval e Renascentista dessas cidades e lugarejos espalhados por toda a Toscana. Há centros urbanos, como Florença, Pisa, Lucca, Siena, na Toscana e, igualmente Perugia, na Umbria. Todo o centro da Itália, pode, aliás, se, visitado de carro, de ônibus, trem e, no litoral, de barco.

Centro da Itália, a Toscana

A mais turística região da Itália

Antes de mais nada, conveém lembrar que foi em Florença, cidade de Michelangelo, que aconteceu o Renascimento. Florença, com quase 400 mil habitantes é, em termos italianos, uma cidade bem grandinha, a maior do centro da Itália Além de ser capital da região, Firenze (nome italiano de Florença), é igualmente, maior cidade da Toscana e uma ótima base para quem quer percorrer a região. As atrações, aliás, ficam perto umas das outras.

Centro da Itália: Cortona, na Toscana

Berço do Renascimento, Florença, possui também um grande número de atrações, como museus, como o super famoso Uffizi, onde se pode apreciar a obra prima de Michelangelo, a Mona Lisa. A cidadee abriga igualmente palácios e catedrais e, ainda mais, um centro histórico de cair o queixo.

Centro da Itália: Ponte Vecchio, em Florença

Além disso, Florença pode ser, também, uma cidade-base para você visitar toda Toscana e até da vizinha Úmbria, onde fica a linda Assis. Nossa sugestão é, portanto, começar sua visita por Florença. Sua região rural, deliciosa para ser corrida de carro, é um charme com suas aldeias e vinhedos.

Centro da Itália: lindas paisagens campestres

 Umbria

A Úmbria tem várias atrações, mas é, porém, uma região menos badalada do que a Toscana. Enfim, fica do lado e, de qualquer lugar da Toscana é possível, assim, visitar a Umbiria. Sua capital é cidade de Perugia, com cerca de 350 mil habitantes, de relativo interesse turístico.

Centro da Itália, Assis, na Umbria.

A principal atração na Umbria, não é, entretanto sua capital, mas a cidadezinha medieval, de Assis, rodeada de muralhas, um dos pontos altos do turismo na Itália. Além de Assis, diversas cidades da Úmbria tem cidades medievais e renascentistas, como Gubbio, Orvieto, Spoleto, Todi e Spello.

Centro da Itália: Gubbio, na Umbria

Lácio

O Lácio, onde fica Roma, a capital da Itália. Ou seja, é a região italiana que mais influenciou a cultura ocidental, herdada dos gregos. Afinal, o Lácio é o berço do latim, que deu origem ao italiano, ao francês, ao espanhol e ao português.
Roma, é, igualmente, um dos maiores destinos turísticos europeus.

Centro da Itália, Zona Arqueoógic de Roma

Roma, obviamente, é não só o principal destino turístico no Lácio, mas um dos principais em toda península italiana. Dessa forma, você cruzará por lá com turistas do mundo todo.
Roma, é inútil mencionar, afinal, todo mundo já, sabe, é uma das cidades de maior interesse turístico no planeta, com destaque especial para sua suas ruínas da época do Império Romano.

Centro da Itália, Ostia Antica, perto de Roma

Você precisará, portanto de alguns dias pra visitar o básico.
A partir de Roma você pode, igualmente, visitar algumas atrações nas proximidades. Outra base super prática para visitar o Lácio é a Óstia Antica. Trata-se, assim, do antigo porto de Roma, que conserva ruínas bem conservadas, da época do Império Romano. Ostia tem ligação ferrroviária de trem conectada à rede de metrô da capital italiana.

Marche 

Em primeiro lugar, saiba que a regione montanhosa do Marche (pronúncia “Marque”), significa Marcas em português, palavra entendida como “fronteira” ou “divisa”. Em outras palavras, era o limite sententrional dos territórios papais. Para quem não sabe, boa parte da Itália era governado pela Igreja Católica na Idade Média. Após a queda do império Romano, invadido pelos bárbaros cada cidade virou uma pequena república independente.

Centro da Itália, San Leo, no Marche

O Marche fica numa região vizinha da Toscana e da Umbria. Dessa forma, algumas das cidades do Marche podem, portanto, serem visitadas até mesmo em um bate-e-volta a partir da Toscana ou da Úmbria. Suas duas cidades de maior interesse são Urbino e Ancona, com um importante patrimônio arquitetônico. Mesmo lugares minúsculos, como San Leo, com sua poderosa fortaleza, San Gimignano, com suas torres, Montereggione, rodeada de muralhas são lugares imnperdíveis..

Abruzzo

O  montanhosa região de Abruzzo, parcialmente ocupada pelos Apeninos, fica de frente para o Mar Adriatico. O Abruzzo é, assim, a região mais meridional do centro italiano. Sua capital, l’ Aquila tem uma população de 135 mil habitantes, pequena, se comparada a Florença, Perugia etc.

Centro da Itália: Abruzzo

A cidade de l’Aquila, aliás, fica a apenas 90 km de Roma. Em resumo: pode facilmente visitada a partir da capital italiana. L´Aquila, infelizmente, teve, seu centro histórico muito abalado por sucessivos terremotos. O seja, não espere de parar com imóveis medievais, por exemplo.
O Abruzzo, porém, tem cidadezinhas bem graciosas, como Sulmona, por exemplo

Centro da Itália: SUlmona, no Abruzzo


A área rural do Abruzzo, é, em boa parte composta de terras altas de montanha. Dessa forma, oferece lindas paisagens. O Abruzzo, aliás, tem dois belos parques nacionais. São eles o Parque Nacional do Abruzzo e o Parque Nacional do Gran Sasso, com mais de dois mil e novecentos metros de altura snm.
Abruzzo

ASSUNTOS RELACIONADOS:

Conheça Bari, Sul da Itália Conheça Capri, a pérola do turismo italiano
Costa Amalfitana, na Itália
O que fazer e dicas e roteiros: Conheça tudo sobre: O sul da Itália |
Guia Turístico O que Fazer em Pompéia na Itália |
Guia Completo Alberobello no sul da Itália
Matera, na Basilicata, sul da Itália
Dicas sobre Veneza, no norte da Itália
Lago di Como, na Itália,
Lago Maggiore, viagem para a Itália,
Nossas dicas sobre Roma na ItáliaHerculano (Ercolano)
Guia Completo de Turismo
Turismo em Lecce – Puglia,Turismo no centro da Itália
Centro da Itália – Guia Completo 
Florença – Guia de Turismo 

Posts Relacionados

Conheça Capri, a pérola do turismo italiano

Sonhos de Viagem

Conheça Bari, Sul da Itália

Sonhos de Viagem

Costa Amalfitana, na Itália | O que fazer, dicas e roteiros:

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x