Dicas de Viagem

Como organizar e planejar sua viagem: Otimize seu tempo!

Viagem de turismo ou rally?

Lidando há anos com turismo, cruzamos com pessoas interessadas em viajar. Muitos, porém, são mal informados sobre algumas realidades. Assim, já escutamos: “Quero conhecer a Itália, a França, a Inglaterra, a Suíça e a Alemanha“. Porém, quando perguntávamos quanto tempo tinham para uma viagem assim, escutávamos como resposta: “Ah… uns dez dias! “. Claro que se você alugar um carro ou comprar um passe de trem, pode sim, percorrer todos esses países em dez dias. Não será, entretanto, uma viagem de turismo, porém um rally. Possível é, só que não vale á pena. Ou seja, você acaba não vendo nada direito e voltando ao Brasil exausto. Por exemplo, lugares como Paris, necessitam de uns quatro a cinco dias para uma visita ainda muitíssimo por alto.

Paris, ainda mais interessante se você tem tempo para ver o principal

Informação é fundamental

O ideal é sempre pesquisar muito para evitar perrengues. Afinal, viagem é coisa séria. Considere que viajar sai meio caro e, nem todo mundo pode ficar fora muito tempo. Em suma, tempo também é precioso. Planejamento é, portanto, fundamental. Depois de muita pesquisa procure traçar um roteiro compatível com o tempo que você tem. Evite querer ver coisas demais em pouco tempo. Diríamos que, quem dispõe de dez dias, por exemplo, deve elaborar um roteiro limitado a 1 destinos europeu, ou sul-americano, máximo. Mais do que isso vira correria.

Você tem apenas dez dias

Tem pouco tempo. Então, nada de destinos longínquos como Japão ou Austrália. Contanto com os incontornáveis “chás de aeroporto”, pode ser que sua viagem tome 36 horas ou mais, dependendo das conexões. Talvez seus dez dias se tornem apenas sete. Sem falar do custo da passagem aérea para lugares distantes. Ou seja gastar muito e curtir pouco.

Cuidado com conexões longas, os chamados “chás de aeroporto”.

Pouco tempo limita as opções

O fato é que não há muitos destinos internacionais para quem tem pouco tempo. Enfim, eu, raríssimas vezes fiz viagens internacionais de uma semana ou dez dias. Uma vez aproveitei o Carnaval para visitar o Atacama e outra fui passar uma semana em Buenos Aires. Essas são, aliás, boas opções para viagens internacionais para quem tem pouco tempo.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é atacama.jpg
Atacama: um destino de aventura para quem tem pouco tempo

Dez dias são também suficientes para se visitar San Andrés, no Caribe colombiano, eventualmente passando dois dias em Bogotá, uma cidade que nos agradou. Finalmente, o Brasil, igualmente, pode ter destinos perfeitos para quem dispõe de pouco tempo. Por que não?

E as atrações?

Igualmente já deparei com brasileiros que me disseram que, em Paris (ou Londres, ou Roma, etc), pretendiam visitar “pelo menos uns 6 ou 7 museus logo ao desembarcar”. Percebi que não tinham a menor noção de realidade. Acontece, que os mais espetaculares museus do mundo exigem tempo para serem visitados. É o caso, do Louvre do Musée d’ Orsay, em Paris, o British Museum, em Londres, Van Gogh Museu, em Amsterdã, os Uffizi em Florença, o Metropolitan em Nova York, só para citar alguns exemplos. Para visitá-los precisamos de no mínimo uma tarde toda só para se ver o básico.

Musée du Louvre, em Paris: uma atração que exige tempo

Selecione o que for imperdível

Por isso mesmo, de nosso ponto de vista, se você tem somente três dias, visite apenas um ou dois museus e dedique-se a conhecer a cidade. Para visitar museus você precisa de tempo. Mesmo com relação à outras atrações recomendamos vivamente que você pesquise. Porém, é bom alertar que você se verá diante de uma “escolha de Sofia”. São muitas. Você terá, com muita dor no coração, que eliminá-la de seu roteiro. Tenha um lenço ao seu lado quando for fazer isso!

Museu Van Gogh, em Amsterdã

Prefira a baixa temporada

Outra dica: se puder viaje na baixa estação, (primavera e outono) faça-o. Assim, você evitará filas enormes e poderá apreciar a Mona Lisa sem uma multidão de turistas desembarcados de um ônibus de excursão da Pomerânia do Norte… Na alta estação seu tempo não rende. Aliás, a baixa estação, ou baixa temporada de turismo tem um monte de vantagens. Veja nossa postagem sobre Qual a Melhor Época para Viajar? – Guia Completo

As belas cores do outono na Europa

Roteiro

Outro ponto importante para quem só tem uns dez dias é organizar roteiros inteligentes. Você tem que pegar um mapa e ir marcando tudo o que está no seu caminho. Em Paris nós pegamos um hotelzinho econômico, mas confortável, super bem situado, na esquina da Gay Lussac com a Saint-Jacques, no Quartier Latin.

Nosso hotel em Paris, localização excelente no Quartier Latin

Atrações no mapa

Dessa forma, traçávamos no mapa um roteiro com tudo o que existe de interessante entre o Quartier Latin e o Marais, por exemplo. Geralmente, deixando o hotel, andávamos uns duzentos metros até o Boulevard St-Michel. Em frente fica o lindo jardim de Luxembourg. Uma visita de uns 40 minutos. Depois, descendo em direção ao Sena, tem o Museu da Idade Média. Sendo pequeno pode ser visitado em uma hora mais ou menos. Depois tem o Sena. Na Île de la Cité tem a Saint-Chapelle e Notre Dame. Em seguida a île St-Louis. Atravessando o outro braço do Sena temos o Hôtel de Ville (prefeitura de Paris) e o medieval bairro do Marais. O mesmo vale para um percurso em Roma ou Nova York.

Ponto final da caminhada: o Rei do Faláfel, no Marais

Caminhando, comendo, visitando, descansando

Caminhávamos o dia todo, comíamos uma crepe ou um faláfel pelo caminho, nos sentávamos em um jardim ou entrávamos em alguma velha igreja para descansar. Obviamente que voltávamos para nosso hotel cansados, tínhamos, porém, visitado muita coisa. Mesmo tendo uns dez dias em Paris queríamos ter tempo de sobra para ir Versailles, subir na Torre, visitar museus etc.

Versailles, quem tem tempo deve incluir em um roteiro pela França

Agrupe as atrações

Outra tática é agrupar todas atrações próximas umas das outras para facilitar sua visita. Por exemplo, em frente à Tour Eiffel fica o Trocadéro e o Musée de l’ Homme, um dos mais famosos museus de antropologia do mundo. Isso, claro se você se interessa em saber mais sobre as origens do homem. As duas atrações podem ser visitadas numa mesma tarde.
Tomamos Paris como exemplo, mas roteiros inteligentes valem para Londres, Nova York, Amsterdã, Buenos Aires, Roma etc. Em Roma, por exemplo, boa parte das atrações ficam na Área Arqueológica Central, ou próximas a ela. Com um roteiro bem bolado você visita muita coisa.

Roma, um mundo de atrações para quem tem tempo.

Viagem para quem tem de três semanas a um mês

Claro que é uma situação muito melhor. Isso porque, em primeiro lugar, você pode se decidir por qualquer destino no mundo. Isso, porém, não elimina a necessidade de uma boa pesquisa.
Seu roteiro de viagem, tem igualmente que ser compatível com o tempo que você dispõe, e da mesma forma deve ter sua lógica. Ou seja, escolher, por exemplo, entre oito a doze destinos que mais lhe interessam, deixando o resto (e sobra muito ainda!) para uma próxima viagem. O bom é, que tendo tempo, você poderá encarar mais facilmente destinos distantes, como os países da Ásia, e visitar destinos fascinantes como Nepal.

Ketty em Katmandu

Nossas sugestões

Ásia

Você pode escolher dois ou três países ou destinos em um mesmo país.
Aliás, a realidade na Ásia, América do Sul, USA e Europa não é a mesma. Quando íamos para Ásia e tinha apenas um mês ficava uns oito dias no Nepal, uns doze na Índia e uns dez na Tailândia. Francamente, lamentávamos não poder ficar mais tempo nesses países.

Phi Phi Island, na Tailândia… viagem linda, tempo feliz

Usa

Nos Estados Unidos, um país de dimensões continentais, escolha apenas uma meia dúzia de cidades, já sabendo contanto que vai perder um bom tempo nos deslocamentos. Talvez seja mais lógico visitar a costa Atlântica ou então a costa do Pacífico. De qualquer modo, graças ao avião, nada o impede de visitar Nova York na costa oeste e San Francisco, na costa leste. Considere entretanto que irá perder quatro horas e meia dentro do avião, mas umas três horas para check-in, retirada de bagagem na esteira, mais o deslocamento do aeroporto até a cidade. Ou seja, uma ida e e volta será um dia perdido em seu cronograma.

Nova York, perfeita para uma estadia mais longa se você tiver tempo de sobra

Caribe

O Caribe abrange uma grande região que engloba a América Central e México, mas sobretudo muitas ilhas, como Saint Martin, Aruba e as Antilhas Holandesas, San Andrés, que pertence à Colômbia, as Bahamas etc. A regra é a mesma: pesquisar e ver o que lhe interessa mais. O Caribe, porém, é um lugar de sol, mar, passeios de barco, perfeito igualmente para relaxar, não é para ficar um dia aqui, dois ali, mas pelo menos uma semana a dez dias em cada ilha. Ilhas maiores como Cuba, por exemplo, vale a pena ficar dez dias ou mais.

San Andrés, no Caribe colombiano: verifique a previsão do tempo

América do Sul

Na América do Sul dá para fazer em um mês o básico, em dois ou três países, próximos, como Peru, Equador, Colômbia ou então Argentina e Chile. Nesse caso os principais destinos em ambos os países ficam junto à Cordilheira dos Andes, como Mendoza do lado argentino, e Santiago, a capital chilena, ou então Bariloche na Argentina, Pucón no Chile.

Viagem sem pressa, com tempo suficiente para conhecer o país e seu povo

Europa

Na Europa dá para colher as cerejas do bolo na Itália – Veneza, Florença e Roma, por exemplo – uns 4 ou cinco dias pelo menos em cada cidade. Depois fazer Paris e o Vale do Loire, ou Paris e a Normandia. Há também cidades super interessantes e próximas entre si, como Paris, Bruxelas, Amsterdã e Londres, um roteiro que pode ser feito em 3 semanas ou um mês. Ou então, dispondo do mesmo tempo, organizar um roteiro pelos países nórdicos, como Dinamarca, Suécia, Noruega e Finlândia.

Suécia, imperdível

Brasil

Nós sempre separamos o Brasil do resto da América do Sul nas possas postagens e vídeos. No Brasil, vamos dar apenas dois exemplos, você pode escolher três ou quatro capitais nordestinas ou, no sul, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Ou, então, visitar a fundo estados particularmente interessantes, como a Bahia. Ou seja, ficar um tempo em Porto Seguro, Salvador, o Recôncavo Baiano, a Chapada Diamantina etc.

Serra Catarinense pode ser integrada num roteiro amplo, se você tem tempo

Você tem dois meses ou mais

Bom, antes de mais nada, você é um sortudo! Sua liberdade de escolha é enorme. Você poderá ficar mais tempo em um lugar que gostou. Poderá igualmente optar por transportes mais lentos, como ônibus ou trens, muito mais econômicos, sobretudo o ônibus, do que tomar avião.

Ônibus, o transporte mais barato que existe, porém, vagaroso se comparado com trens e aviões. Perfeito, se você tem tempo

Liberdade de tempo: as opções se multiplicam

Poderá. igualmente. visitar numa mesma viagem todos os países de real interesse para você – uns 4 ou 5 países sul americanos ou asiáticos, atravessar os USA, passar para o Canadá, ir ao Alaska. No caso da Europa, são países em geral pequenos, diferentes entre si e próximos uns dos outros. Parece fácil, portanto, visitar vários destinos numa mesma viagem. Tenha em conta, porém, que cada país europeu têm um número quase infinito de atrações de primeira grandeza. Para visitá-las você precisará de tempo.

Pessoal, se vocês gostaram de nossas dicas, não esqueçam de nos seguir nas nossas redes sociais. Se tiverem dúvidas e quiserem algumas dicas especiais ou informações sobre lugares que pretendem visitar, não sejam tímidos, falem conosco! E, podem igualmente deixar seus comentários.

DICAS DE VIAGEM: O que você precisa pensar

Blogs

*  Viajar sozinho ou acompanhado? Que línguas você fala?Lidar com dinheiro em viagem * Qual a melhor época do ano para se viajar * 
* Mulheres viajando sozinhas: dá para encarar? Viajar de carro pelo mundo * Viajar avião: as dicas 
* Como planejar e organizar sua viagem

Vídeos

 Como escolher o destino que combina com você? (vídeo) * A bagagem certa para cada viagem (vídeo)
 * Quanto tempo você dispõe para sua viagem ? (vídeo) * Como viajar barato pelo mundo? (vídeo)
 * Melhores aplicativos de viagem (vídeo)
A importância de uma nécessaire de utilitários (vídeo)
Dicas de livros para ler durante uma pandemia ou fora dela (vídeo)

Está querendo viajar? Então, que tal ir pensando onde se hospedar nos lugares que pretende visitar? Escolha e reserve seu hotel

Nossa filosofia de viagem

Todos nossos vídeos têm o turismo como tema. Assim também, temas correlatos, como “gastronomia em viagem” ou “vinhos em viagem” que igualmente se enquadram no tópico turismo. Nossos vídeos refletem nossa filosofia de viagem e de vida. Portanto, quando viajamos, não queremos apenas visitar atrações turísticas ou curtir belas paisagens. Afinal, isso é parte importante da viagem, sem sombra de dúvida. Curtimos, porém, conhecer a cultura, costumes, a gastronomia do país, sua arquitetura, sua produção artística e sua religião.

Ver artigo

Veja nosso Índice Geral de Matérias e VídeosVocê vai viajar…

Legenda circulando em diversas línguas no aeroporto de Estocolmo: “Sou um cidadão do mundo, minha pátria está em todo lugar”

Posts Relacionados

Galeria de Fotos Grécia

Sonhos de Viagem

036 De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Os meninos de rua de Katmandu

Sonhos de Viagem

Quem somos – Sonhos de Viagem

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x