Europa

Conheça Bari, Sul da Itália

A capital da Puglia, Bari, em termos europeus, é uma cidade de tamanho médio. Ou seja, com pouco mais de 320 mil habitantes. Muito bem situada, à beira do Mar Adriatico, foi, assim, uma parada praticamente obrigatória em nossa aventura de automóvel pelo sul da Itália. Ou seja, Bari é igualmente uma cidade ventilada, de fente para o mar, com um porto bem gracioso.

Um centro “novo” do século XIX

Nossa pretenção inicial era de apenas passar uns 2 ou 3 dias em Bari. Fomos, porém, nos encantando com a cidade. Ao mesmo tempo, Bari é uma cidade bastante fácil para se circular a pé. Sem dúvida, pelo menos para nós, habituados a caminhadas. Bari tem igualmente um centro “moderno”, onde ficamos por ser mais prático.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é BARI-CID-NOVA-22.jpg

Os prédios, dessa forma, são do século XVII e principalmente XVIII, em sua maioria, e bastante estilosos. Desse centro “novo” podíamos, portanto, alcançar a pé, o porto, a cidade antiga, com seus meandros medievais, e, igualmente, poder visitar ias atrações turísticas.

Tivemos, porém, como já esperávamos, uma certa dificuldade em estacionar, como acontece, aliás, em muitas dasdos grandes centros italianos. No centro histórico, por exemplo as ruas estreitas, com ruelas e passagens cobertas. Ou seja, quando descobrimos onde deixar o carro e de graça e, assim também, pertinho do hotel, não movemos mais o automóvel do lugar durante mais de uma semana… Bari é uma cidade segura, mesmo assim, não deixamos nada visível e levamos toda nossa bagagem para o hotel.

Como ir a Bari

Avião

Do Brasil não há voos diretos do Brasil. Nós tomamos um avião para Roma, alugamos um carro no aeroporto de Fiumicino, alcançamos a costa do Adriático e descemos o litoral no sentido sul. Você pode, entretanto tomar um voo para a Roma com conexão para Bari. Do aeroporto Palese, de Bari há táxis e ônibus até a estação central de Bari.

A Alitália voa de Guarulhos para Roma e MIlão e garante ligações nternas entre as cidades italianas

Carro

Nós, após alugarmos um carro em Fiumicino atravessamos para o litoral adriático, até l’ Aquila, rodando uns 450 km. Se você estiver en Nápoles, bem mais ao sul de Roma pode igualmente chegar a Bari por diferentes estradas, rodando uns 280 km. Queremos lembrar que as estradas italianas são boas e seguras. Era igualmente agradável pararmos para um lanche junto do adriático, muito azul.

A Itália, um país envolvido pelo Mediterrâneo

Trem

Há trens diretos de Roma uma viagem de 4h40 a 6h15, conforme o tipo de trem, uns mais rápidos, outros mais lentos, que param em todo lugar. De Nápoles a duração da viagem é muito variável, nãoe apenas devido ao tipo de trem. Ou seja, essa viagem pode tomar quase 4 horas ou quase o doboro. Isso se deve, em parte, igualmente, ao fato dessa viagem incluir baldeação.

Ônibus

De Roma,  Nápoles e diversas cidades italianas partem ônibus para Bari. A principal estação rodoviária de Bari é a de Largo Sorrentino. O ônibus oferece muito mais possibilidade de horários e destinos do que os trens e são igualmente confortáveis.

Bari na história

Bari, teve um história turbulenta. Asim, o antigo povoado que ali existia se transformou em cidade romana. Posteriormente, chegaram bizantinos e posteriormente os normandos. Porconsequência, Bari, influenciada por diferentes culturas, conserva, dessa forma, em sua arquitetura, na gastronomia e, mesmo no modo de ser de seus habitantes, a herança desses diferentes períodos históricos.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é BARI-FORTALEZA-482-1.jpg
Castello Svevo, em Bari

O centro antigo de Bari

O centro histórico é um charme, com passagens cobertas, pracinhas ruelas onde é fácil se perder, imóveis antigos, igrejas medievais, cafés, restauantes, lojinha.. Só caminhar a esmo pelo centro histórico já é um programão. O centro histórico de Bari é, igualmente, um bom lugar para se tomar uma taça de vinho, um café, ou almoçar em um restaurante de culinária local, com muitos pratos à base de peixes e frutos do mar. Os preços são, ainda mais, bastante razoáveis. E, os vinhos locais são excelentes.
Do centro histórico, dê uma esticada até o porto, outra área animada de Bari.

Castello Svevo, em Bari

Mais uma vez, como vimos em Nápoles, o nome castelo não é muito apropriado. Quase todos são na realidade fotalezas e o famoso Castelo normando-suevo sulpróximo ao centro antigo de Bari não é uma exceção. A gigantesca construção é protegida nao apenas por poderosas muralhas, torres, e, ainda mais, igualmente por profundos fossos.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é BARI-FORTALEZA-POST-06.jpg
Castello Svevo, em Bari

Já no período romano existia uma fortificação no local. Ela foi posteriormente, na Idade Média, por volta de 1130 ampliada e suas defesas muito reforçada.
Para visitá-lo atravesse a ponte do lado sul da fortaleza. Ser puder, dê uma olhada no castelo de Bari quando iluminado, à noite. a visão impressiona.

Escritório oficial de turismo em Bari

Em geral, em quase todo canto na Itália existem escritórios oficiais de informação turística, que funcionam bastante bem eo atendimento é, em geral simpático. Bari, porém, foi uma excessão. O atendimento de péssima qualidade do turismo local (no escritório do centro histórico, há outros). Em princípio, o escritório oficial de turismo serve para ajudar o turista, passar informações e, pelo menos, fornecer ao visitante um mapa. Entretanto no principal escritório de turismo de Bari, na cidade antiga, o atendimento foi péssimo. Havia no escritório uma única funcionária que nos fez esperar uns 15 minutos enquanto fofocava com amigas pelo telefone. Finalmente nos atendeu, com ar mal-humorado.

Um povo alegre, gentil e prestativo

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é BARI-povo-1.jpg
Italianos do sul do país

Uma pena, porque o povo local é extremamente prestativo e gentil.Ou seja, algumas pessoas a quem pedimos informações desviaram-se de seu caminho para nos conduzir onde queríamos! Foram dez vezes mais úteis e gentis do que a funcionária folgada do escritório de turismo local.

Numerosos Italianos de diversas regiôes de toda península itálica imigraram para o Brasil, a maioria para São Paulo e outras regiões do Sudeste e Sul do Brasil, como os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Assim também, muitos desses imigrantes eram deles provinientes da Puglia.

Veja outras matérias sobre a Itália:

Assuntos Relacionados:

  1. Hotel na Itália – Itália geral
  2. O que fazer, dicas e roteiros: sul da Itália
  3. Conheça Bari, na Puglia  sul da Itália
  4. Turismo em Lecce – Puglia  sul da Itália
  5. Alberobello no sul da Itália  sul da Itália
  6. Matera, na Basilicata  sul da Itália
  7. Turismo em Lecce – sul da Itália
  8. Conheça Capri, a pérola do turismo italiano – sul da Itália
  9. Costa Amalfitana, na Itália  sul da Itália
  10. VIDEO – Costa Amalfitana
  11. Nápoles – sul da Itália
  12. O que fazer em Pompéia – sul da Itália
  13. VIDEO – Pompéia e seus corpos petrificados – sul da Itália
  14. Ercolano – sul da Itália
  15. Centro da Itália
  16. Atrações arqueológicas em Roma – centro da Itália
  17. Os loucos costumes da Roma dos Césares – centro da Itália
  18. Roma, os melhores bairros onde e hospedar – centro da Itália
  19. Nossas dicas sobre Roma na Itália – centro da Itália
  20. Florença – centro da Itália
  21. Atrações turísticas em Florença – centro da Itália
  22. Dicas sobre Veneza – no norte da Itália 
  23. Lago di Como – norte na Itália
  24. Lago Maggiore, viagem pelo norte da Itália

Que outras cidades e regiões da Itália você pensa em visitar?

A Itália é o primeiro destino turístico mundo. Aliás, sempre mencionamos que a Itália não é um país para apenas se visitar, mas principalmente para se frequentar. Para conhecer mais ou menos a Itália precisamos de várias viagens. Podemos selecionar, por exemplo somente as cerejas do bolo e para isso precisamos de, no mínimo, um mês. Ou então optar por macro-regiões, como o sul, o centro, ou o norte do país. Por isso mesmo, precisamos nos hospedar nas regiões mais práticas em cada cidade que pretendemos visitar, ou seja, perto de tudo o que interessa, com acesso fácil às atrações. E também, desembarcar numa cidade com pelo menos umas duas noites de hotel já reservadas. Em sites de reserva como o Booking.com, por exemplo, você confere preços, vê fotos do hotel e sua localização.

Escolha e reserve seu hotel

Nossa filosofia de viagem

Todos nossos vídeos têm o turismo como tema. Assim também, temas correlatos, como “gastronomia em viagem” ou “vinhos em viagem” que igualmente se enquadram no tópico turismo. Nossos vídeos refletem nossa filosofia de viagem e de vida. Portanto, quando viajamos, não queremos apenas visitar atrações turísticas ou curtir belas paisagens. Afinal, isso é parte importante da viagem, sem sombra de dúvida. Curtimos, porém, conhecer a cultura, costumes, a gastronomia do país, sua arquitetura, sua produção artística e sua religião.

Veja nosso Índice Geral de Matérias e VídeosVocê vai viajar…

Posts Relacionados

Lago di Como, na Itália

Sonhos de Viagem

Galeria de fotos: sul da Itália

Sonhos de Viagem

Dicas sobre Veneza, no norte da Itália

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x