Itália

Siena

A medieval Siena, uma das joias da Toscana

Siena fica no centro da Itália, na Toscana, cuja capital é Florença. Entre a capital toscana e Siena são 76 km, uma hora de viagem apenas. No passado, Siena era uma rival de Florença, mas acabou dominada pelos fiorentinos. Hoje é um dos principais destinos turísticos da Toscana e, diríamos, mesmo da Itália. A cidade, construída numa elevação, ainda conserva parte de suas muralhas e possui um centro histórico totalmente medieval. Ou seja, não dá para visitar a Toscana sem conhecer Siena.

Centro de Siena, a Piazza del Palio

A cidade tem um passado longo e tumultuado. Foi um aldeia etrusca, posteriormente uma colónia romana. Com a queda do império tornou-se cidade-estado independente, como, aliás, as demais grandes cidades italianas. Mais tarde, na Idade Média e na Renascença, foi rival de Florença, até entrar em decadência depois de duramente atingida pela Peste Negra do ano de 1348. Metade da população morreu! Desse modo, cada vez mais, Siena foi sendo superada em todos os domínios por Florença, a potência dominante da Toscana após a vitória sobre Pisa, outra poderosa rival.

Como ir a Siena

Antes de mais nada, é bom saber: Siena não tem aeroporto. Dessa forma, do Brasil você terá que aterrissar em Milão (aeroporto Malpensa) ou também em Roma, (aeroporto de Fiumicino). O mais fácil, porém, é descer em Roma e tomar um ônibus para Siena. Ou mesmo, tomar um trem em Roma até Florença e depois tomar um ônibus para Siena. Com bagagem, porém, não é muito prático.

Avião, pouco prático: Siena não tem aeroporto

O automóvel só vale a pena vale mais a pena, se você pretende visitar atrações entre Roma e Siena ou entre Milão e Siena. De Roma é um pouco mais perto: 230 km, menos de três horas de estrada. De Milão são 370 km, umas quatro horas de estrada. Entretanto, se você não pensa em visitar nada pelo caminho, alugar carro só para chegar a Siena não compensa. Em todo caso, ou reserve um carro com sistema GPS ou consiga um mapa no aeroporto onde desembarcar. Os escritório oficiais de turismo geralmente têm mapas da cidade, mas, às vezes, também do país. De qualquer forma, em ambos os aeroportos mencionados há livrarias que vendem mapas Michellin.

GPS ou mapa?

Convém alertar que, em algumas situações, o GPS pode ser meio confuso. Nós, por via das dúvidas, mesmo tendo carro com GPS, compramos também um mapa que nos permitiu visualizar melhor o roteiro. Muita gente, entretanto, visita Siena a partir de Florença, geralmente tomando um ônibus. A maioria das cidades italianas servidas pela rede ferroviária costuma ter sua estação ou no centro histórico, ou perto dele. A estação de Siena, entretanto, está um tanto afastada do centro histórico medieval. O ônibus, por outro lado, tem seu ponto final bem próximo ao centro, numa estação subterrânea. Talvez para não poluir o visual da cidade!

Siena, região do centro histórico

Hotel em Siena

O principal para se ver e curtir em Siena, está em seu centro histórico. Aliás, sendo ainda mais preciso, o ideal é achar hotel o mais perto possível da Piazza del Palio, ou seja, o centro do centro… Nessa região há hotéis de todas as categorias e preços. Estes, têm diárias que oscilam muito, dependendo da época do ano. Assim, por exemplo, durante a famosa festa do Palio, é super recomendável reservar com uma boa antecedência. Nós, ao escolhermos hotel ficamos de olho na sua localização. Sabíamos, assim que, quanto mais perto da Piazza del Campo, onde ocorre o famso Pailio, mais bem localizado seria o hotel. Lembrem, portanto, disso se vierem a Sena.

Da Piazza del Siena a nosso hotel, pegando por estreitas passagens

Achamos um hotelzinho bem simples, mas limpo e barato, a umas três quadras da Piazza del Palio. Olhando as vigas toscas no teto do quarto calculamos que estávamos num imóvel provavelmente construído na Idade Média. Quantas pessoas em diferentes períodos históricos já dormiram nesse aposento? Enfim, tinha banheiro, mas pequeno, pois foi montado em época bem mais recente, Afinal, na Idade Média, nem sabiam o que era um banheiro!. Para instalar o banheiro ali tiveram que roubar alguns metros quadrados do quarto, que ficou menor. Essas adaptações foram feitas em edifícios seculares em toda a Europa. Na França, a ducha no apartamento de um amigo estava num armário dando para o corredor…

Escolha e reserve seu hotel em Siena

O Palio de Sena

Já falamos em Piazza del Campo algumas vezes… Certo, o Palio é uma corrida de cavalos, realizada nessa enorme praça, cada cavaleiro um representando um bairro de Siena (“contrada”), identificado por cores e hino próprios. O evento é o mais famoso de Siena, atraindo multidões que se acomodam no centro da praça. Nas laterais, instalados nas arquibancadas erguidas especialmente para a festa, ficam os torcedores dos diversos bairros, cantando seus hinos e incentivando aos gritos seus favoritos. A rivalidade é grande, igual a que existe entre as torcidas organizadas dos grandes times do futebol brasileiro…

Como é assistir

Eu assisti uma vez há uns anos atrás. A tradição data do século XVII. A megafesta que paralisa a cidade, ocorre duas vezes por ano, no verão, no dia 2 de julho e também no dia16 de agosto. O palio inclui muito agito, inclusive desfiles com os participantes usando roupas medievais. A corrida compreende três voltas em torno da praça.
Uma curiosidade, há um filme da série James Bond, “007 Quantum of Solace” (2008) com uma cena gravada no meio de um palio de verdade, quando o super agente secreto de sua majestade entra de carro na Piazza del Campo no meio da corrida de cavalos. Enfim, não faça isso, ou será conduzido a um asilo psiquiátrico pelos carabineri

Piazza del Campo, onde acontece o Palio

A melhor época para visitar Siena

Se você não tem intenção de assistir ao Palio, em pleno verão, a alta temporada, então evite essa época do ano. A Itália é um país super turístico, o maior destino turístico mundial. Isso significa multidões de turistas descendo de ônibus de excursão chegados da Panderávia do Norte, entupindo as ruas medievais de Siena. Como tudo, o turismo também trabalha na base da lei da oferta e da procura.

Siena na alta estação: turistas demais!

Em suma, você paga tudo mais caro, é mal atendido num restaurante ou em um café, paga mais caro a passagem aérea e o hotel, não consegue visitar uma atração sem escapar de filas. Finalmente, o verão no centro da Itália é muito quente. Com as mudanças climáticas que estão ocorrendo está se tornando mais quente ainda. Até o inverno é, para nós preferível. O ideal, entretanto é visitar Siena na baixa estação, em março, abril e maio, ou de setembro a novembro.

Atrações

Sem nenhuma dúvida, a Piazza del Campo, onde acontece o pálio, datada do século XIII, é o primeiro lugar a se visitar em Siena. É nesse enorme espaço com calçamento de tijolos, onde se espalham grupos de amigos, famílias, ou namorados para conversar, sentados no chão, super à vontade. Visitar a Piazza del Campo em Siena significa dar uma volta por ela, admirar seus belos edifícios medievais, como Palazzo Pubblico e a sua torre del Mangia com 102 metros de altura, destacando-se na praça.

Piazza del Campo

Palazzo Comunale

O Palazzo Comunale de Siena (igualmente denominado de Palazzo Pubblico), foi construído entre 1297 e 1310. No Palazzo Pubblico, elegantemente decorado, funciona não apenas a administração municipal, mas também o Museo Civico, conhecido por seus belíssimos afrescos pintados por mestres famosos. Além dos afrescos é interessante conhecer um palácio desse por dentro. Não perca essa chance.

Torre del Mangia

A Torre del Mangia, por sua vez, erguida entre entre 1338 e 1348, tem 102 metros de altura e se destaca de cara quando você entra na praça. Ela pode ser visitada, a vista panorâmica do alto é incrível. Dessa forma, você entende melhor o centro histórico de Siena e consegue avistar até mesmo mesmo os campos vizinhos a cidade. Enfim, você precisa ter coragem de subir 352 degraus… Estive em Siena algumas vezes, mas só tive coragem de subir uma vez!

Curtindo a Piazza del Campo

Sentar no chão mesmo? É como muita gente faz

Na Piazza del Campo, se você quiser, pode sentar-se mesmo no chão em qualquer lugar, como faz muita gente, aliás, sobretudo o povo da terra. É, entretanto, muito mais agradável, sem empoeirar a calça, sentar-se em um dos cafés da Piazza del Campo em frente à Torre del Mangia e simplesmente apreciar o movimento. A Piazza é, assim como um circo a céu aberto, você vê de tudo, escuta gente falando dez idiomas diferentes. Mas, peça apenas um café ou uma bebida. Há, igualmente, muitos restaurantes por ali, mas super turísticos . Ou seja, com uma relação preço qualidade insatisfatória.

Culinária sienesa

Os italianos, particularmente o pessoal de Siena, não almoça ou janta na Piazza del Campo, a não ser excepcionalmente. Portanto, perambule pelo centro histórico e procure reparar em discretos restaurantes frequentados pelo pessoal da terra. De qualquer modo, a culinária local é excelente, não apenas as massas, mas também os pratos de carne. Uma dica é comprar numa confeitaria uma especialidade local: o panforte, uma receita à base de farinha de trigo, frutas secas e mel. Essa receita data do século XIII e foi criada por uma religiosa.

Panforte, uma deliciosa especialidade toscana

Quem curte vinhos deve aproveitar para degustar os rótulos regionais. Assim, recomendamos pelo menos experimentar um chianti, o vinho emblemático da Toscana, tinto, seco e frutado, produzido com as uvas Sangiovese (principalmente) e Canaiolo. Esse vinho, compramos depois no mercadinho e levamos para tomar uma taça (ou umas..) à noite em nosso hotel.

Algumas visitas imperdíveis

O que sempre fazemos em qualquer lugar é, antes de começarmos a visita de uma cidade, passar no escritório oficial de turismo, pegar um mapa e folhetos com as principais atrações. Depois sentarmos num café e assinalamos no mapa tudo o que nos interessa. Em suma, procuramos bolar um roteiro inteligente. Em outras palavras, aproveitar mais nosso tempo, visitando, por exemplo, um grupo de atrações próximas umas da outras. De qualquer modo ficam umas dicas: a visita ao Duomo de Siena, erguido no final do século XII, em estilo gótico-românico não dá para perder.

Duomo de Siena

Aliás, num espaço no Duomo funciona o Museo dell’Opera del Duomo, com obras de alguns dos maiores mestres do Renascimento Italiano. Nessa visita é, aliás, possível subir até o alto do campanário para desfrutar de uma vista panorâmica de Siena. Finalmente, para quem gosta de arte vale a pena visitar a Pinacoteca Nazionale na via San Pietro, 29, instalada no Palazzo Buonsignori, do século XIV. Seu acervo reúne obras dos principais mestres sieneses, pinturas dos séculos XIII a XVI.

Museo dell’Opera del Duomo

A principal atração turística de Siena

Já mencionamos algumas das atrações turísticas principais de Siena. Há, porém, uma outra atração que vale por todas: a própria cidade, particularmente o seu incrível centro histórico datado da Idade Média. Aliás, é por isso mesmo que nos instalamos em pleno centro, podendo circular a pé com tranquilidade nos perdendo, mas, despreocupados por aquele verdadeiro labirinto de ruas medievais.

Escadaria que dá acesso à Piazza del Campo

Mas, não nos preocupamos nem um pouco. Continuamos assim a caminhada e logo demos de cara com a entrada da Piaza del Campo. Melhor ainda: as ruas não estavam lotadas de turistas na baixa estação. Em outras palavras, nossa dicas é que você não se limite apenas às atrações, mas caminhe pela cidade, repare igualmente na arquitetura e no traçado de suas ruas tortuosas. Afinal, não é sem razão que Siena é considerada Patrimônio da Humanidade” pela Unesco!

BLOGS DE TURISMO SOBRE A TOSCANA
* Os melhores destinos na Toscana, as cerejas do boloDicas sobre a Toscana * Florença 
Atrações turísticas em Florença * Centro da Itália * Pisa * Lucca Monteriggioni, na Toscana
 * San Gimignano, a cidade mais medieval da Itália 

BLOGS DE TURISMO SOBRE A ITÁLIA
Hotel na Itália O que fazer, dicas e roteiros no sul da Itália * Conheça Bari, na Puglia * Lecce na Puglia
Alberobello na Puglia * Nápoles  * Matera, na Basilicata  * Capri * Pompéia * Ercolano
Costa Amalfitana sul da Itália  * Atrações arqueológicas em Roma *  Dicas sobre Roma
Os loucos costumes da Roma dos Césares  * Roma, os melhores bairros onde e hospedar
 * Vinhos na Europa * Lago Maggiore Lago di Como * Dicas sobre Veneza

PARA ACESSAR TODOS NOSSOS VÍDEOS E BLOGS SOBRE OUTROS PAÍSES: Índice Geral

GALERIA DE FOTOS : A MELHOR MANEIRA DE ESCOLHER O DESTINO QUE COMBINA COM VOCÊ:
Galeria de fotos: norte da Itália 
Galeria de fotos: Centro da Itália 
Galeria de fotos: sul da Itália

Todas cidades toscanas tem ótima estrutura hoteleira, mas sobretudo no verão é mais seguro reservar.

Escolha e reserve seu hotel na Toscana

Nossa filosofia de viagem

Todos nossos vídeos têm o turismo como tema. Assim também, temas correlatos, como “gastronomia em viagem” ou “vinhos em viagem” que igualmente se enquadram no tópico turismo. Nossos vídeos refletem nossa filosofia de viagem e de vida. Portanto, quando viajamos, não queremos apenas visitar atrações turísticas ou curtir belas paisagens. Afinal, isso é parte importante da viagem, sem sombra de dúvida. Curtimos, porém, conhecer a cultura, costumes, a gastronomia do país, sua arquitetura, sua produção artística e sua religião.

Veja nosso Índice Geral de Matérias e VídeosVocê vai viajar…

Posts Relacionados

Lago di Como, na Itália

Sonhos de Viagem

Conheça tudo sobre: O sul da Itália | Guia Turístico

Sonhos de Viagem

Centro da Itália

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x