América do Sul Chile

Você conhece Chiloé, no Chile?

Para alcançar Chiloé, no Chile, a partir de Puerto Natales, tivémos que voltar a Punta Arenas para tomar um avião até Puerto Montt. Assim, passamos uma noite por lá e seguimos viagem para Chiloé no dia seguinte.
Demos sorte, mais uma vez, por estarmos na baixa temporada. Dessa forma conseguimos uma cabaña ótima, com banheiro, cozinha moderna, salinha com wi-fi e dormitório.

As famosa palafitas de Chiloé, no Chile

Viajar pelo sul do Chile

Viajar pela Patagônia chilena nessa época no final do outono tem uma vantagem e uma desvantagem. A vantagem: os preços estão lá embaixo, é baixa temporada. Pagamos, portanto, muito barato hostals ótimos. A desvantagem: no final de outono chove muito. 

No outro dia pela manhã embarcávamos num ônibus de Puerto Montt para Castro, na ilha de Chiloé, no Chile. No cruzamento para a ilha o ônibus é embarcado em um ferry. Por sorte este ferry possuía uma sala para passageiros, fechada. Afinal, no tombadilho o vento era gelado!

Casinhas de palafitas em Chiloé, no Chile

Sobre Chiloé, no Chile

A ilha manteve-se fiel ao governo de Madri mesmo depois do Chile proclamar sua independência. Dessa forma, só foi integrada ao Chile em 1826.

Chiloé, não é uma ilha isolada e sim um arquipélago, com uma ilha maior de mesmo nome. Relativamente pequena, tem 180 km de comprimento por uns 50 km de largura. Sua cultura, chamada “chilote”, é bem particular e diferentes das demais regiões do Chile. O povo, da mesma forma, tem um tipo físico particular. Sua cultura e os costumes são outros, a culinária igualmente.

Chiloé, no Chile

Para percorrer a ilha de Chiloé, no Chile

Quando você chega do continente desembarca em Ancud, a maior cidade da ilha. De Ancud há vários ônibus diários para Castro, a capital, e demais destinos em Chiloé. Assim também, em Ancud você pode alugar um carro se quiser percorrer a ilha. Um veículo em Chiloé lhe dá portanto, uma excepcional mobilidade, sem depender de horários de ônibus.
É igualmente fácil transitar por Chiloé. A ilha é atravessada de ponta a ponta no sentido norte-sul pela Rodovia Panamericana. Dela saem as estradinhas em cascalho para as diferentes cidades dos dois lados da ilha.

Vista panorâmica de Chiloé, no Chile

Apesar de, em Chiloé existirem outras cidades e povoados menores, Castro, uma das mais antigas cidades do país, é a mais agradável e charmosa. Castro pode ser igualmente uma ótima base se hospedar e visitar as demais cidades de Chiloé.
Assim, Castro, famosa pelas suas casas em palafitas, é a capital do turismo na ilha.

O folclore muito louco de Chiloé, no Chile

Mesmo seu folclore é único, com personagens mitológicos muito estranhos. Veja el Basilisco. É, portanto, fácil imaginar seu aspecto: pense no cruzamento de um frango com uma cobra… E ainda mais, ele nasce de um ovo que teria sido chocado por um galo!

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é Basilisco.jpg
As lendas de Chiloé, no Chile

Nas horas tardias da noite o estranho personagem perambula pela ilha de Chiloé, no Chile, buscando se alimentar da saliva das pessoas. Como ele faz isso, ninguém conseguiu nos explicar, portanto, ficamos devendo essa…Estas vão se tornando cada vez mais enfraquecidas, até morrerem.

El Trauco, o bonitão chegou, escondam suas mulheres se vigiarem Chiloé, no Chile

El Trauco, o gostosão

Outro personagem igualmente bizarro de Chiloé, no Chile, é El Trauco. Trata-se de um anão sem pernas ( não me pergunte como ele faz para se locomover…), com meio metro de altura. Tem sempre consigo com machado. Com ele consegue derrubar qualquer árvore.
O Trauco, mesmo feioso, é metido a galã. Dessa forma, tinha o poder de seduzir virgens que andassem pela floresta. Não só virgens, até mesmo honestas senhoras… Quem ficas dez meses fora de Chiloé e encontra a mulher grávida ao retornar para casa não precisa, em suma, pensar duas vezes: foi coisa de El Trauco.

La Pincoya, a sereia sedutora chilote

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é La%2BPincoya.jpg
La Pincoya lendas de Chloé, no Chile

Igualmente curiosa é La Pincoya, uma mulher bonita e jovem e que adora seduzir inocentes pescadores. Assim, seria como uma sereia chilote… Do mesmo modo, se ela estivesse voltada para o mar os pescadores voltam com suas redes cheias. Se, entretanto, ela estivesse voltada para a terra a pescaria seria fraca.

Outros seres mitológicos

O Cuchiovilu

O Cuchiovilupor sua vez, é outro dos personagens de Chiloé, no Chile, considerado inimigo dos pescadores porque destroi suas reservas de pesca. Trata-se, assim, de uma criatura monstruosa que habita os pântanos. Antes de mais nada, possui uma cara linda, mistura de porco com veado com um corpo de serpente. Tente imagina-lo…

Esse ser mitológico decora a igreja de São Francisco, em Chiloé, no Chile

El Coo 

Esse personagem é uma das formas assumidas por bruxos. Lembra , porém, uma coruja. De acordo com os chicotes, quando pousa no telhado de uma casa, significa que um dos que ali residem vai morrer.

Um hotel bonito, central, mas geladinho…

Em Chiloé ficamos num hostal perto do centro histórico, bonitinho e simpático. A calefación (aquecimento), porém, deixava a desejar. Assim, para tomar banho tínhamos que deixar a água quente correr um tempo para esquentar o banheiro.

O tempo incerto entre o sol e chuva provoca o aparecimento de arco-iris como esses uma das baías de Chiloé, no Chile

Exatamente em frente ficava uma das baías formadas pelo contorno irregular da ilha. Dessa forma, fomos contemplados por um belíssimo arco-íris resultado das garoas da ilha.

Êita lugar úmido!

Aliás, o frio e a chuva nessa época do ano, chegou a nos incomodar. Era, assim, uma chuva intermitente, começava, parava, garoava, saía o sol, escurecia de novo. O lugar é, portanto, tão chuvoso que até o mapa fornecido soa turistas no escritório de turismo da cidade era a prova d’água. Nunca vi isso!

O Curanto, prato tradicional de Chiloé, no Chile

A culinária de Chiloé

Chiloé tem excelentes pratos típicos, diferentes do resto do Chile, e realmente deliciosos, como o curanto, mechilões à parmegiana e outros. Esses restaurantes se espalham pela avenida costanera, onde chegam os barcos de pesca. Os pescados e frutos do mar são, portanto, fresquíssimos. Muitos deles eram para nós completamente exóticos, nunca havíamos visto antes.

As frutas exóticas

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é chilo%25C3%25A9%2Bmercado.jpg
Mercado municipal de Chiloé, no Chile

Assim também, é o caso dos legumes e das frutas. O chamado pepino dulce nos chamou a atenção. Não sabíamos o que era e perguntamos. Antes de mais nada, esqueça o pepino como você conhece no Brasil. Não tem nada a ver, é uma fruta e sabor é totalmente diferente.
Ou seja, era nesses mercados que nos abastecíamos de frutas e dessa forma dispúnhamos de uma dieta mais balanceada.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é pepino-dulce.jpg
Mercado em Chiloé, no Chile: frutas que nunca vimos antes

Os preços são muito variáveis

Cada restaurante tem um preço diferente, vale a pena, portanto, olhar o menu antes de se instalar. Anote, porém, a dica: os restaurantes mais perto do centro costumam ser bem mais caros.
É na costanera que se come bem sem detonar o bolso. Ainda mais, é desses restaurantes juntos do mar que se tem as melhores vistas. Assim também, esses restaurantes servem diversas receitas do excelente salmão do sul do Chile, e de vários tipos de peixes de águas frias.

Uma dica sobre a culinária chilena

Prefira ficar na culinária local que é muito boa. Os chilenos não são muito hábeis em preparar pratos estrangeiros. Assim, mesmo uma mera pizza pode ser bem ruinzinha, o macarrão é demasiadamente cozido… Por outro lado, o chupe de mariscos deles é delicioso.

Igreja de San Francisco em Chiloé, no Chile, toda de madeira encaixada, sem uso de pregos ou parafusos

Uma igreja famosa

Uma das atrações de Castro é sua igreja neo-gótica construída inteiramente de peças madera de alerce encaixadas sem uso de pedra, nem de ferro. Pela sua originalidade faz parte, portanto, do Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

A arquitetura de Chiloé é, aliás, uma graça, com muitas construções coloridas, quase sempre de madeira, além das famosas casinhas sobre palafitas, um cartão postal da ilha, talvez sua principal atração. Os mais belos conjuntos ficam perto da Costanera.

Acompanhe a Viagem no Nosso Canal no Youtube

Assuntos Relacionados:

Posts Relacionados

O que fazer em Valdívia, no Chile?

Sonhos de Viagem

Turismo em Portugal: Cidade do Porto

Sonhos de Viagem

Koh Lanta, no sul da Tailândia, uma ilha de sonho

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x