Europa

Saiba o que está acontecendo na Ucrânia

Ucrânia ?

Trabalho com viagens e mantenho, com minha companheira Ketelin Parpinelli, o blog e o canal de YouTube “Sonhos de Viagem”. Como escrevemos sobre países e viagens, volta  e meia amigos nos perguntam sobre a Ucrânia. “O que está acontecendo por lá, afinal?” Já conhecemos diversos países da Europa Oriental. É, assim, o caso da Letônia, Lituânia, Estônia, Rep. Checa, Hungria, Bulgária, Romênia. Eram, em suma, países sobre os quais tínhamos informações antes de visitá-los. Ainda mais, amigos que viajaram por esses países adoraram. A República Tcheca foi a cereja do bolo, mas amamos, igualmente, os demais países visitados.

Praga, Rep. Tcheca

Entretanto, para sermos sinceros, confessamos que não nos passava pela cabeça visitar a Ucrânia. Não tinhamos, aliás, informações sobre o país. Nenhum amigo estivera por lá. Ou seja, mal ouvíramos falar. Sabíamos apenas que a capital se chamava Kiev e, igualmente, que o país tinha fronteira com a Rússia. Seu litoral dava para o Mar Negro. E só.
Foi, portanto, totalmente por acaso, de forma inusitada, que conhecemos mais sobre a Ucrânia. Estávamos viajando pela Ásia para realizar vídeos no Nepal, Tailândia e Cambodia. Alguns países como o Nepal já estivemos antes e amamos.

Viajando pelo mundo: Nepal

Chega a pandemia

Após o Nepal, seguimos depois para a Tailândia e posteriormente para o Cambodia. Porém, mal deixamos o Cambodia de volta a Bangkok quando soubemos que, por causa da Covid, as fronteiras terrestres tailandesas foram fechadas, Os voos igualmente cancelados. Em suma, não podíamos sair do país. Lembrei-me, então, de uma ilha muito agradável, onde já estivera em outra viagem. Samed, com praias lindas, mar azul turquesa, fica a 200 km ao sul do Bangkok. Resolvemos, portanto, ir para lá.

O Coronavírus

Presos na ilha

Como em Samed não havia, entretanto, nenhum caso de Covid, o governo thai, uma semana depois isolou a ilha. Ou seja, ninguém entrava, ninguém saía. Pronto! Presos numa armadilha. Assim, tivemos que alugar uma espécie de flat envidraçado no térreo de um conjunto turístico. Ou seja, ficamos morando em Samed durante quase um ano. Alguns poucos turistas acabaram, como nós, igualmente retidos nessa ilha. Íamos todo os dias à praia cruzando, portanto,com eles.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é Krabi-Luketty44_n-ok.jpg
Presos em Samed, uma ilha Tailandesa por quase um ano

Os ucranianos em Samed

Em Samed conhecemos um casal, nossos vizinhos, que inicialmente pensávamos serem russos. Afinal se parecem, de fato. Depois descobrimos que eram ucranianos. Acabamos, dessa forma, fazendo amizades com eles. Sempre tomávamos uma cerveja juntos num rancho à beira do mar. Assim, nos mostraram no celular fotos da Ucrânia. Que país lindo! Nem imaginávamos! Dessa forma, decidimos que quando a pandemia acabasse seria o próximo país que visitaríamos para realizar vídeos em nosso canal do Youtube.

O outono lindão da Ucrânia

Um lindo país

Nos mostraram, assim, seu pais em diferentes estações, como no inverno, com seu manto branco cobrindo florestas e habitações. O outono com espetaculares tons vermelhos amarelados. Em alguns ponto formando túneis coloridos nas pequenas estradas vicinais. A primavera, por sua vez, também era um show de cores, com seus tons vivos e floridos. Igualmente nos impressionamos com o charme das pequenas aldeias. Da mesma formacurtimos as cidades ucranianas com sua arquitetura estilosa, suas igrejas bizantinas com abóbodas coloridas.

Ucrania antes da guerra russa: um charme de país

Bem impressionados, aceitamos o convite de nossos amigos ucranianos para visitar o país quando conseguíamos deixar a Tailândia. Nossa intenção era, depois de poder voltar ao Brasil, ficar uns meses em São Paulo e embarcar posteriormente para a Ucrânia encontrar nossos amigos. Infelizmente, porém, a pandemia se espalhou. Assim, quando, finalmente, voltamos ao Brasil muitos meses depois não pudemos entretanto prosseguir nossas viagens. Logo começou essa guerra estúpida, criminosa. A viagem a esse belo país teria que ficar, portanto, para um outro momento..

Kiev, Ucrânia

O que acontece na Ucrânia

Nosso blog e nossos vídeos “Sonhos de Viagem”, não pretendem ser guias de viagem com listagem de endereços: atrações, hospedagem, restaurantes. Falamos, é claro, de hospedagem, gastronomia, museus e de passeios e visitas imperdíveis. Mas, nos interessamos igualmente pela  cultura, o dia a dia e costumes dos povos que visitamos. Isso inclui igualmente a política.

Paisagem invernal na Ucrânia

Em Paris, por exemplo, alguns fazem um self em frente a Tour Eiffel e voltam dizendo que conhecem a França… A maioria, entretanto, não sabe nada do país e de sua história.
Teríamos preferido, Ketty e eu, minha companhia de vida e aventuras, falar apenas da beleza das paisagens e cidades ucranianas. É, porém, que profundamente tristes e chocados temos que comentar o horror que tem sido a invasão russa. Não dá para ignorar.

Ucrânia e seus encantos

Uma pequena aula de sociologia

Quem é relativamente bem informado sabe que os USA, boa parte da Europa Ocidental e a URSS (Rússia e República aliadas, foram aliados contra a Alemanha Nazista, que acabou derrotada após cinco anos de conflito em que morreram milhões de pessoas. A Alemanha, a bem da verdade só foi de fato barrada na frente oriental de Stalingrado (hoje São Peterburgo), na Rússia.

Os russos vencem os alemãe em Stalingrado

Foi o início do fim do nazismo. O desembarque da Normandia por ingleses e americanos com a ajuda da Resistência francesa, no front oeste foi igualmente decisiva. Os nazistas foram vencidos.
O que aconteceu é que os países libertados do nazismo pelos russos na sua marcha rumo a Berlim, tornaram-se comunistas e foram incorporados à sua zona de influência. Isso em boa parte da Europa de leste (ou Europa Oriental).

Os aliados dsembarcam na Normandia

A Guerra Fria

Preocupados com o avanço do comunismo na Europa, os USA e os países ocidentais criaram a OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, em inglês). Os russos por seu lado fundaram o Pacto de Varsóvia, que reunia os países comunistas. Ou seja, mal acabava uma guerra, já se criava uma situação de agressividade entre o Ocidente e a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, a URSS.

O equilibrio noclear

Foi o começo da chamada Guerra Fria. A essa altura, não apenas os norte-americanos possuiam armas nucleares. A Rússia também tinha constituído um poderoso arsenal. Dessa forma criou-se o chamado “equilíbrio do terror”. Ou seja, os dois países tinham a capacidade de se destruir mutuamente com o uso de armas nucleares. Ironicamente isso os impediam de ir à guerra entre si.

Os respectivos quintais americanos e soviéticos

Assim, a Rússia considerava a Europa de Leste seu quintal, onde instalaram ditaduras comunistas submetidas a Moscou. Os norte-americanos, por sua vez consideravam a América Latina sua área de influência. Temendo a instalação na América Latina de regimes de esquerda, como Cuba, os americanos, com a mãozinha pesada da CIA, instalaram ditaduras militares na América do Sul.

Luta contra a ditadura no Brasil

Foi o que ocorreu no Brasil, Chile, Uruguai e Argentina. Milhares de pessoas foram assim torturadas, perseguidas  e assassinadas pelos militares e pela polícia política. Os USA também bombardearam de forma selvagem o Vietnã do Norte. Finalmente, sempre apoiaram o governo de Israel, que invade terras palestinas e, ocasionalmente, também ataca a população civil.

O chileno Pinochet, e o argentino Videla, os mais crueis dos ditadores sul-americanos

Não confundir povos e governos

Só quero, porém, deixar claro certos pontos. Ou seja, gosto dos judeus, tive amigos judeus na França e no Brasil. Mas, acho criminoso o que Israel está fazendo com o apoio americano no Oriente médio. Morei igualmente nos USA, tive por lá bons amigos americanos. Não odeio os norte-americanos. Por isso mesmo, portanto, falo mais do Putin, não dos russos. Boa parte do povo russo está, aliás, horrorizado com o que Putin está fazendo. Da mesma forma, como os americanos igualmente protestaram contra a guerra do Vietnã, russos atualmente se manifestam contra Putin. Só que as consequência são muito mais sérias do que nos USA. Em suma, posso detestar Putin, mas não o povo russo. Não vamos, portanto, confundir povos e governos.

Bombardeios de cidades ucranianas e da população civil: barbárie!

Fim do comunismo, surgimento da União Européia

Com a queda do Muro de Berlim em 1994, com Gorbachov no poder, a União das República Soviéticas se desagregou. Suas áreas de sua influência tornaram-se repúblicas independentes. Assim Polônia, Hungria, a antiga Rep. Tchescoslovária, Estônia, Lituânia ,Romênia, etc, se tornaram, finalmente, donas de seus próprios destinos.

Mikail Gorbachov que pôs fin ao comunismo na URSS

A União Européia

Ou seja, todos eles tornaram-se democracias. Desssa forma acabaram ingressando na União Europeia. Não foram, porém, forçados a isso. A União Européia é rica, tem capitais, tem tecnologia. Pertencer ao bloco é, em outras palavras, um bom negócio. Muito melhor do que viver em ditaduras sobre domínio russo. Viajei muito pela Europa Oriental. Como cientista social gosto de trocar uma ideia com o pessoal da terra.

Uma dificuldade foi o idioma. Muita gente não falava inglês e, muito menos ainda, o francês. Em suma, quando tive a oportunidade de levar um papo, não conheci ninguém saudoso da época de dominação russa. Da mesma forma Portugal e Espanha, na outra ponta da Europa, sob ditaduras de extrema-direita, com a volta à democracia ingressaram também na EU.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é Ucrania-Uniao-Eiropeia-ok.jpg
Bandeira da União Européia

O progresso da social democracia foi visível em todos os domínios. O fato, é que a entrada na UE foi positiva pela maior parte das populações, seja em países comunistas, sob domínio russo ou de cores fascistas como a portuguesa.. Enfim, isso só comprova um fato: a democracia, com todos seus defeitos, é ainda o melhor regime. Em Portugal foram os próprios militares que, com a Revolução dos Cravos derrubou a ditadura.

Essa mulher passou a andar pels ruas de Lisbosa, com seus cravos, colocando um em cada cano de fusil. A moda pegou, deu nome ao movimento. Ninguém morreu.

OTAN (NATO inglês)

Com relação à OTAN, (Organização do Tratado do Atlântico Norte) uma aliança militar, os norte-americanos também não forçaram esses países, antes comunistas e sob tutela russa, a entrar para o bloco. A OTAN é uma espécie de guarda-chuva militar: o ataque a um de seus membros é um ataque a todos. Pertencendo à OTAN pequenas nações do antigo bloco soviético sentem-se, portanto, mais protegidas dos russos, de quem sempre desconfiam.

Otan – Organização do Tratado do Atlântico Norte

O poderío militar russo

A Rússia tem um poderoso exército e um espetacular arsenal de armas nucleares. Sem falar das ambições de recuperar a grandeza do império russo. Mas, os USA principalmente, e mesmo, a França, e a Inglaterra também possuem armas nucleares. A Ucrânia, porém, não pertencia a OTAN. Por isso a intervenção direta da OTAN pode ter sérias consequências, talvez virar guerra nuclear. Ou seja, a OTAN está preocupada com a situação na Ucrânia e o massacre cometido pelos russos, mas não pretende encarar uma guerra atômica.

A Rússia possui um exército dez vez mais poderoso do que da Ucrânia,. Seus blindados são muito superiores. O dominio aéreo e naval é igualmente indiscutível. Assim, Putin, pode se dar ao luxo de declarar uma guerra covarde contra uma nação pacífica e muito menos armada. O que os russos, entretanto não contaram é com a coragem e o espírito de resitência do povo ucraniano. Isso se deveu em grande parte à liderança de Zelensky.

Blindado na guerrra da Ucrânia

Sem fugir do assunto

Não estou fugindo do assunto. Sou obrigado a falar desses temas. Afinal, vejo cada vez mais, nossa extrema-direita bolsonarista aplaudir a visita de seu mito a Putin. No outro extremo deparei com neo-stalinistas, (minorias, felizmente!) justificarem os crimes de Putin com o argumento que os americanos fizeram o mesmo mundo afora. Fizeram sim, concordamos. Mas, não justifica os crimes cometidos pelos exércitos do ditador Putin, uma versão moderna de Stalin.

Stalin e Putin: só o estilo mundou

Um crime justifica o outro?

Ou seja, a mão pesada do imperialismo americano não autoriza cinquenta nos depois, os russos bombardearem cidades, hospitais, colunas de exilados tentando fugir, apartamentos. Muitas casas, eram de gente pobre que trabalhou a vida toda para construir um lar. Não pouparam os civis: matarem crianças, mulheres, idosos (1.440 prédios de apartamentos já foram atacados!), cerca de 40 hospitais, maternidades (no último ataque, em Mariupol, umas vinte crianças morreram nos escombros.

Bombardeio russo em área civil na Ucrânia

Tudo está sendo destruído

A infraestrutura do país como pontes, usinas elétricas, estradas, asilos, creches, igualmente não foram poupadas.etc. Não há justificava para crimes desse tipo. Isso se chama genocídio. Bombardeios em áreas civis são crimes de guerra, crimes contra a humanidade. No leste do país uma médica brasileira residente na região relatou estupros coletivos e execuções. Esse abusos foram depois confirmados pelo presidente Zelensky

Prédio residencial destruído em Kiev

Ou seja, a intenção de Putin é mesmo destruir a Ucrânia utilizando aviões de bombardeio, caças, lançadores de misses e outras armas pesadas. Dessa forma atacam propositalmente escritórios governamentais, predios de apartamentos, áreas civis, comércio, mercados, reservatórios de água ou combustivel. Destruíram até mesmos maternidades. Dezenas de crianças já foram mortas em bombardeios em toda a Ucrânia. Nem os nazistas fizeram melhor quando invadiram a Polônia. Crimes assim nunca serão esquecidos.

Áreas civis atacadas pelos russso em Kiev

Ataques à população civil: crime de guerra

Os ataques têm sido direcionados igualmente à população civil. A cidade de Mariupol, um porto no sul do país, está sem eletricidade sob um frio abaixo de zero, sem comida, sem água. As pessoas tem que derreter neve para matar a sede. Até mesmo uma padaria foi bombardeada. O prefeito que distribuía pão ao povo faminto foi morto. O exército de Putin procede como as tropas nazistas na segunda guerra. O corredor humanitário foi bombardeado pelo exército de Putin.

Bombardeio russo em áreas civis na Ucrânia

Quatro milhões de refugiados

Muita gente sequer pensa no drama que é ser um refugiado. Seja na Ucrânia, seja em qualquer lugar do mundo.Ser refugiado significa o abandono de toda uma vida. Abandono do lar, muitas vezes de amigos e parentes, do sua profissão. Pode significar caminhadas de dezenas de quilômetros sob um frio de dez graus abaixo de zero, quase sempre com fome, alguns doentes ou com problemas de mobilidade, crianças de colo. Esse é o horror que Putin reservou aos ucranianos.

O darma de mais de dois milhões de ucranianos tentando escapar da guerra.

Corredores humanitários

Para a população civil fugir da guerra, foram criados, com a anuência de ambas as partes, os chamados corredores humanitários. Mas, o exército de Putin, porém, sabotou os corredores. Muitos trechos foram minados pelos russos, os refugiados foram atingidos pela artilharia. Numerosos ucranianos, famílias inteiras foram assim assassinados. Ao mesmo tempo, caminhões carregados de ajuda sanitária foram impedidos de alcançar Kiev. Por outro lado os russos querem corretores humanitários rumo ao seu território. Ou seja, encaminhar os refugiados ucranianos rumo ao seu inimigo. Talvez já tenham construído campos de concentração para essa gente. Até o momento 4 milhões de ucranianos tiveram que deixar suas casas. Muitas delas foram completamente destruída pela artilharia russa.

Mias de dois milhões de ucranianos tiveram que deixar suas cas e todos seus bens. Metade deles são crianças. Muitos foram mortos por franco atiradores russos

Bolsonaristas e Stalinistas: os apoiadores de Putin

Bolsonarista de um lado e, no outro extremo, os stalinistas, criticam o  presidente ucraniano Zelesnky. Dizem que ele não pode pedir a civis que participem da defesa do país porque não tem preparo. Eu, porém, já vi uma filmagem de um civil ucraniano com um lança granadas destruindo tanque russo. Já vi também vários ucranianos cercarem um blindado e o incendiarem com essas eficientes bombas incendiárias.

Coquetel molotov

Civis na Guerra

Esquecem que no mundo todo civis se engajaram em guerras. Os camponeses vietnamitas lutaram bravamente contra os EUA. Civis. A maior parte da Resistência Francesa na luta contra os nazistas era igualmente formada por civis. Muitos membros da Residência eram, diga-se de passada mulhes idosos e adolescentes. E os civis espanhóis que lutaram contra Franco ?

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é resistente-7-ok.jpg
Civis, mesmo mulheres na Resistência Francesa

Também já vi comentários de setores Pro-Putin (não reparem, até Hilter tem admiradores ainda hoje!). Afirmam que a entrega de armas à Ucrânia pelos países ocidentais somente agravaria a guerra. Ou seja, os russos estão armados até os dentes, mas os ucranianos tem quem enfrenta-los desarmados? É isso mesmo? Não há partidarismo nesse papo?

Zelesnky

 Pessoalmente consideramos Zelesnky um homem corajoso. Não fugiu como o presidente do Afeganistão, quando os talibãs se aproximaram. Zelesnky ficou com seu povo e seu exército, deu o exemplo, conclamou a resistência. Mandou preparar coquetéis molotovs. Hoje é um homem respeitado entre os seus e no mundo todo. Defendeu a causa ucraniana com sucesso mundo a fora.

Presidente Zelesnky

Em quase toda grande cidade do mundo ocorreram manifestações contra o genocídio cometido por Putin. Até a ONU condenou Putin por 143 votos a 5 (só ditaduras o apoiaram: Coréia do Norte, Venezuela, Nicaragua, Cuba.) Putin acusa Zelensky de ser pro-nazista, de usar drogas. É palhaçada demais! Zelensky é judeu, tem horror de nazista. Vi inúmeros judeus ucranianos de armas nas mãos enfrentando os russos. Sem falar das gigantescas manifestações em Israel contra Putin.

Manistação contra Putin no mundo todo

Do comunismo ao capitalismo mais corrupto do mundo

Já mencionamos que quando assumiu o governo Soviético na década de 1970 Gorbachov percebeu que o sistema  não funcionava. Teria que abrir o regime à economia de mercado. Quero lembrar aos stalinistas de nossa esquerda mal informada que até a China dirigida por uma ditadura do Partido Comunista, adorou a economia capitalista. O Vietnã igualmente! Esses países desenvolveram-se muito, desde então. A China atrasada tornou-se uma potência.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é dolares-ok.jpg

A Rússia de Putin e seus oligarcas

Putin começou sua carreira como chefe da KGB comunista, o serviço secreto da União Soviética. Com o fim da URSS sobrou um problema. Como transformar uma economia comunista em economia capitalista? Os encarregados de fazê-lo o fizeram, dividindo o bolo entre si. Ou seja toda a infraestrutura, construção civil, indústria, petróleo, gás natural etc. Tornaram-se, assim, eles mesmos os bilionários capitalistas, uma centena deles (conhecidos como oligarcas). Todos amigos do Putin. Por tabela, nessa troca de favores o ditador russo também se tornou riquíssimo.
Todos esses oligarcas tem jatos luxosos, iates, imóveis luxuosos na Europa e USA. São alguns dos homens mais ricos no mundo, privilegiados em um país onde as pessoas vivem em geral simplesmente.

iate de olicargas amigos de Putin

O país da corrupção

A Rússia é, em suma o país da corrupção, mas não como a que existe no Brasil, onde é preciso esconder dinheiro na cueca ou fazer rachadinhas. Lá é rachadão. A corrupção russa é um sistema de governo, baseado na aliança entre Putin, seu pequeno grupo e os oligarcas. Não há, portanto, liberdade de manifestação, de opinião de imprensa, .Putin controlou toda mídia escrita e falada. Textos e imagens que não interessam são suprimidos. Tudo é censurado.

Manifestação conra Putin vira crime de estado

A maior parte da população ainda acredita que os russos estão na Ucrânia em missão de paz. Os opositores estão presos ou são assassinados misteriosamente. Assim, cerca de 10 mil russos que protestaram contra a guerra da Ucrânia foram presos. Aliás, a polícia pode parar a qualquer momento um cidadão sua rua e exigir examinar seu celular. Mínima referência à guerra dá cana brava.

Manifestantes contra a Guerra da Ucrânia são preaa em Moscou

Imprensa russa amordaçada

A imprensa está proibida de mencionar a palavra “guerra” ou “invasão” em matérias sobre o conflito. Jornalista que mencionar essas palavras em seu texto está roubado. Enfim, pode apodrecer na cadeia alguns anos. A expressão oficial é “ação pacificadora”… Mesmo assim chegam ao conhecimento de muitos russos fotos dos crimes cometidos pelo exército de Putin, como bombardeio de áreas civis.

Casal habitada por idosa, vítima dos bombardeios

A Igreja Ortodoxa Russa, a serviço de Putin

Enfim, até a Igreja Ortodoxa Russa é igualmente dominada por Putin. O mesmo que foi chefe da KGB comunista aparece falando em Deus como certos aspirantes a ditadores genocidas sul-americanos. A Igreja Orotodoxa russa tornou-se-se assim quase estatal. Dessa forma, procuram ignorar os crimes comentidos pelo exércitos do ditador russo, os ataques a cidades e aos civis.

Patriarca russsos, mal viostos na Ucrânia

O crescimento da OTAN e da UE

É verdade que a Rússia viu, após o fim do comunismo, cada vez mais nações, suas antigas aliadas, junto às suas fronteiras aderirem a UE e OTAN. Não gostou, portanto, nenhum pouco. Mas, nenhuma nação europeia foi porém forçada a entrar para a Otan por pressão americana. Também não aderiram à UE por pressões de alemães e franceses. Ou seja, livremente, transformaram-se em sociais-democracias. Simples assim: vive-se melhor numa democracia do que na zona de influência russa.

A Ucrânia na Europa

As ambições de Putin

E todos sabem da ambições de Putin. Ou seja gostaria de se tornar a Rússia uma nova União Soviética, não na ideologia, mas em seu território. O mesmo do império czarista. Por isso mesmo esses países todos resolveram entrar sob o guarda-chuva da Otan. A Ucrânia, aliás, foi invadida justamente por não fazer ainda parte da OTAN.
A invasão da Ucrânia está sendo, entretanto um tiro no pé de Putin. Ou seja, porque uniu ainda mais os países da organização. O ditador russo também dirigiu ameaças à Suécia e à Finlândia, dois países que sempre foram neutros. Agora, porém, essas nações estão pensando também em entrar na OTAN.

Alepho, na Síria, alvo de bombaradeios russos

O risco da guerra química, ajuda de mercenários sírios

Pùtin utilizou largamente armas químicas na Guerra da Síria,. Apoiou, de todas as formas, o ditador sírio, Assad, seu aliado conta os rebeldes. Milhares de sírios, população civil, mulheres, crianças foram mortos. Aleph, uma das princiais cidades sírias foram destruídas.
São essas armas que preocupam a OTAN que Putin entregaou ao ditador sírio. Sua utilização poderia ter sérios riscos e mesmo generalizar numa guerra que afetará todo o mundo. Agora Putiz se dispõe a recrutar mercenários sírios para lutar contra os ucranianos. É guerra de extermínio mesmo.

Estocolmo, Suécia; também vai ingressar na OTAN?

Contato com o povo

Durante minhas viagens pela Europa como cientista social, sempre que posso converso com o pessoal da terra sobre política, cultura, costumes etc. Não encontrei, porém, um só nostálgico da época da dominação russa. É bom lembrar, aliás, que a Rússia, em diferentes momentos invadiu a Tchecoslováquia e Hungria, Chechenia, Geórgia. Ainda mais, implantaram ditaduras comunistas sob seu controle em toda a Europa. Ou seja, quem podia fugir para a Europa Ocidental o fazia. Afinal, se a vida fosse boa na área controlada pela Rússia, ninguém fugia.   

*****
Você gosta de viajar? Então veja dicas preciosas e fotos dos principais destinos turísticos do mundo:
youtube.com/c/SonhosdeViagemBrasil 
instagram.com/sonhosdeviagembrasil facebook.com
sonhosdeviagembrasil

De Paris a Katmandu de carro

Temos, igualmente, neste blog o livro A Vaca na Estrada, fartamente ilustrado. É o relato de uma viagem sabática, de carro de “Paris a Katmandu” com um amigo francês. Uma longa aventura por desertos e montanhas na Turquia, Irã, Afeganistão (antes do Talibã), Paquistão, Índia e Nepal.


Posts Relacionados

06 De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Afeganistão

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x