Brasil

Ubatuba, Norte

Sobre as melhores praias do norte de Ubatuba

Da mesma forma que as praias em direção a Caraguatatuba, ao sul, as praias na direção de Paraty e Rio de Janeiro, no sentido norte, são acessíveis igualmente pela Rio-Santos..
Em suma, tem (se estiver hospedados na cidade ou ao sul de Ubatuba,) terá que pegar um dos trevos da Rio-Santos, ao sul, perto da Praia Grande, ou na rotatória menor, em frente à Rodovia Oswaldo Cruz, que liga Ubatuba a Taubaté e a Dutra.

Praias do norte, direção Paraty, nossas preferidas

Confessamos que Ketty e eu, temos uma certa preferência pelas praias ao norte da cidade. Isso por várias razões. Antes de mais nada, escapar do trânsito lento na Rio-Santos entre Ubatuba e Caraguatatuba. Assim, embora existam inúmeros condomínios e comércios na Rio-Santos, ao norte de Ubatuba – além de pousadas na beira da estrada, não se compara. Em suma, o trecho de Ubatuba a Paraty é mais tranquilo e as praias, em geral menos lotadas. Fora da estação principalmente.

Ubatuba, norte (Foto de Giovanna Parpinelli)

Ubatuba norte: Perequê-Açu

Essa praia foi, durante muitos anos, antes de Ubatuba se tornar uma conhecida estação balneária, uma das mais procuradas da cidade. Um dos motivos é que podíamos para alcança-la facilmente a pé mesmo, atravessando a ponte do rio Grande, junto ao atual mercado de peixes. Perequê -Açu já possuía há décadas, uma das melhores infraestruturas entre as praias da cidade. Assim era o point à noite há algumas décadas. Era ali que ocorriam bailinhos que se estendiam madrugada adentro.

Uma praia em zona urbana

A maioria dos barzinhos fica do lado direito da praia, onde há igualmente restaurantes especializados em pescados e frutos do mar. 
Há acesso à praia de Perequê-Açu igualmente pela Rio-Santos. Hoje é parte da cidade, um bairro bastante construído. Por isso mesmo, possui muita oferta de casas e apartamentos para alugar, além de hotéis e pousadas.
Enfim, uma curiosidade, é uma das praias de Ubatuba onde a meia-noite do dia 31 de dezembro as pessoas se encontram para pular ondas para ter boa sorte no ano vindouro. Aquele papo de no creo en la brujas…

Praia de Perequê -Açu, Ubatuba, norte (Foto: Giovanna Parpinelli)

Praia segura para a criançada

A praia de Perequê-Açu, é agradável, com águas calmas, seguras para crianças, frequentada hoje por famílias e um público variado que não quer rodar muito para dar um mergulho. Suas areias meio escuras parecem ter caraterísticas monazíticas úteis com poderes medicinais.
 O estacionamento é a base de cartão, mas carros com chapa de Ubatuba não pagam. Fique, porém, atento porque há lugares não sinalizados, enfrento, são igualmente pagos, principalmente na alta temporada.

Veículos na praia

Os moradores da região próxima à praia de Perequê-Açu reclamam do trânsito de veículos areia, e igualmente do fato de alguns transformarem a praia em uma extensão de seu veículo. Dessa forma, trazem mesas, churrasqueiras, cadeiras e transformam a praia numa “farofa”. Enfim, é preciso considerar que essa praia de Ubatuba fica numa área urbana, povoada. O que pode ser normal numa praia afastada e sem infra-estrutura, pode não valer para Perequê-Açu.
Enfim, Perequê-Açu é lotada de hotéis e pousadas, mas que possuem estacionamento.

Praia do Perequê-Açu, em Ubatuba, norte (Foto de Giovanna Parpinelli)

Ubatuba norte: Praia Vermelha do Norte

Em primeiro lugar, lembre-se de que em Ubatuba existem três praias com esse nome. Ou seja, olhe o mapa e, se for pedir informação especifique: “Praia Vermelha do Norte”, ou “do Sul’, ou do “Centro”, para não cair na praia errada.
Enfim, a Praia Vermelha do Norte fica a 7 km de Ubatuba, pegando em um dos trevos na saída da cidade, a direção Paraty/ Rio de Janeiro.
É uma praia de areia grossa e de tombo com boas ondas. Assim, sobretudo nos dias ventosos, é procurada por sufistas. Em suma, não é o Havaí, mas quebra um galho. É onde, aliás, às vezes, são realizados campeonatos de surf. Por isso, famílias com crianças, cuidado. Ainda mais, há correntezas traiçoeiras por ali. Dessa forma, é bom evitar a área onde surfistas praticam seu esporte.

Acesso fácil

O acesso é facílimo, há onde estacionar junto da praia. Não é, entretanto, demais lembrar que, durante feriados e alta temporada pode ser difícil achar onde deixar o automóvel. Quem está acostumado a dormir até tarde pode não achar onde estacionar.
Há ônibus igualmente do centro de Ubatuba.

Praia Vermelha do Norte, Ubatuba (Foto: Giovanna Parpinelli)

Boa infraestrutura para comes e bebes

A Praia Vermelha do Norte, ainda mais, possui uma boa infraestrutura com quiosques que servem aperitivos e bebidas. Alguns oferecem cadeira e guarda-sol para os turistas.
Um lado bom nessa praia é que dos dois lados dela existem córregos de água doce, bom para tirar o sal. Saiba, porém, que não é indicada para beber.
A Praia Vermelha do Norte, em Ubatuba não tem, entretanto, infraestrutura de hospedagem. Assim, as pessoas acabam se hospedando ou na Praia do Perequê-Açu, no centro, ou em praias próximas, como Itamambuca.

Praia Vermelha do Norte, em Ubatuba (Foto: Giovanna Parpinelli)

Ubatuba norte: Itamambuca

Essa é uma praia bem preservada, de areia branca e macia, com 2 km de extensão. Itamambuca fica a 13 km de Ubatuba.
É uma praia procurada por surfistas por causa de suas ondas. É também sede de campeonatos internacionais de surf. AIiás, tem até uma pequena escola onde instrutores ensinam os iniciantes a surfar e passam dicas. Ali você pode igualmente alugar uma prancha.
Possui, entretanto, do seu lado direito, um canto mais tranquilo, com menos ondas e mesmo um riozinho ótimo para tirar o sal ao deixar a praia. Esse canto, é preferido por famílias e casais. Mesmo assim há ondas. Ou seja, fique de olho nas crianças. Brincar no riosinho é mais seguro.

Praia de Itamambuca, Ubatuba, norte (Foto: Giovanna Parpinelli)

Facilidade de hospedagem e igualmente quiosques com aperitivos e cerveja gelada

A Praia de Itamambuca possui boa infraestrutura, lugar onde comer, barzinhos, muitas casas para alugar, campings, pousadinhas e hotéis. Ainda mais, tem igualmente quiosques de frente para o mar. É onde Ketty e eu parávamos para um mergulho e um refrigerante antes de prosseguirmos rumo ao norte.
Para chegar a Itamambuca, se estiver motorizado, entre no condomínio no quilômetro 35/36 da Rio-Santos. Depois da portaria rode mais ou menos um quilômetro até o estacionamento com zona azul – dez horas de validade. Saiba, entretanto, que é cobrado nos feriados, finais de semana e alta temporada. Há igualmente ônibus do centro de Ubatuba (linhas 15, 16 17).  Prepare-se, entretanto, para uma caminhada de uma meia hora até a praia.

Praia de Itamabuca, em Ubatuba, norte (Foto: Giovanna Parpinelli)

Ubatuba norte: Praia do Félix 

Com um quilômetro de extensão, situada a pouco menos de 17 km do centro de Ubatuba , a Praia do Félix, situada dentro de um condomínio, e cheia de qualidades.  
Do lado esquerdo o mar é mais agitado, tem ondas suficientes para surfar. Deve ser evitada por crianças e por aqueles que não sabem nadar. Não é, porém, realmente perigosa. Esse lado esquerdo é, portanto, preferido por surfistas que desejam praticar seu esporte, sem perigo de atingir um banhista.

Quer águas mais calmas? instale-se do lado direito da praia do Félix

Por outro lado, quem deseja águas mais calmas, com muita sombra, escolhe instalar-se do lado direito da Praia do Félix. Assim, não precisa trazer guarda-sol pelo menos se não for alta temporada ou férias. Esse pedaço da praia é perfeito também para quem está com crianças pequenas.
Ainda mais, na ponta direita da Praia do Félix, há uma trecho rodeado de pedras, e uma piscina natural muito agradável. Se seu filho sabe nadar pode brincar na piscininha, com snorkel, as águas sãos transparentes. Há inclusive alguns peixinhos nadando por ali. Fora de estação é uma delícia!

Ilha das Couves, Ubatuba, norte (Foto: Giovanna Parpinelli)

Os quiosque que quebram um grande galho

Finalmente, mais ou menos no centro da praia, há quiosques que quebram um grande galho. Assim, servem aperitivos, cervejinha gelada (não é Ketty?) e refris. O maior deles oferece ducha fria e tem banheiro. Em suma: é bom que existam quiosques, mas não em excesso como na Praia Grande.

Acesso e infraestrutura

A entrada para a Praia do Félix é pela portaria do condomínio, no km 39,9 da Rio-Santos. Dentro do condomínio você roda um pouco mais de um km, estaciona e depois encara uma pequena caminhada de alguns minutos. Há ônibus de Ubatuba, linhas 1, 16 e 17. Se vier de ônibus saiba que terá que direito uma caminhada dentro do condomínio até chegar a praia – uns 20 minutos.
Na Praia do Félix há diversas pousadinhas de diferentes preços e padrões de conforto. Nas proximidades você encontra hotéis maiores. 

Praia do Félix em Ubatuba, norte (Foto: Giovanna Parpinelli)

Praia do Português ou Prainha do Félix 

A pequena Praia do Português é uma prainha meio oculta, com acesso por uma trilha discreta, no canto direito da Praia do Félix. Aliás, ela é igualmente conhecida por “Prainha do Félix”. Esse delicioso recanto escondido, cercado de coqueiros e vegetação, é um programinha que é uma extensão da Praia do Félix, em Ubatuba.
Não tem mais do que uns cinquenta metros de comprimento, mas suas águas são transparentes, cor de esmeralda. Para quem não conhece, é uma agradável surpresa!

Uma praia mais indicada para passar o dia do que para hospedagem

Antes de mais nada, porém, saiba que uma praia para se visitar não para passar o dia todo, porque não tem nenhuma infraestrutura, quiosques, nada. Por isso mesmo, se sua atenção é ficar algumas horas por lá, traga um suquinho e sanduíches. Muita gente diz, “é, mas suco logo esquenta”. A Ketty tem um truque ótimo, traz suco congelado e vai bebendo à medida que descongela…. Com suco fica ótimo, porém, com cerveja, não funciona…Está sempre geladinho…anote essa dica de mochileiro!
Finalmente, mais uma vez: nada de lixo na praia.! Traga de volta seus saquinhos de plástico e garrafas vazias.

Praia do Português, U*batuba, norte (Foto Giovanna Parpinelli)

Ubatuba norte: Prumirim

Com aproximadamente 1 km de extensão, a Praia de Prumirim a quase 20 km do centro de Ubatuba, com águas muito limpas e areias grossas, disputa com a do Félix a preferência de turistas e ubatubanos: mesmo nós também, Ketty e eu, que conhecemos todo o litoral norte, estamos até hoje divididos a respeito. Na dúvida, vamos nas duas! É o recomendamos, mesmo porque ficam próximas.

Prumirim, uma praia para todos

Ainda mais, tanto Prumiriam como, a Praia do Félix não são praias entupidas de gente o ano todo. Na alta temporada e feriados, entretanto, o movimento é grande.
Embora sirva igualmente para a prática de surf, não tem o mesmo prestígio para os amantes do esportes, como Itamambuca e Praia Vermelha do Norte. Dessa forma, quem vai surfar na Praia do Prumirim prefere seu canto direito, com melhores ondas. É também do lado direito da praia que desagua o Rio Prumirim. 

Lado esquerdo da praia, mais seguro para crianças

O lado esquerdo que termina em um paredão de pedras é preferido normalmente pelos banhistas ou quem está com crianças. Ali, existe, igualmente, á uma lagoa de águas limpas, mesmo que mais escuras. No mar, porém, mesmo com menos ondas fique atento na meninada. Não é para facilitar.

Quiosques, comidinhas e acesso na Praia do Prumirim

Na praia há quiosques que servem bons apetitivos, bebidas e, em alguns, inclusive, pratos caprichados. Felizmente, não são em número excessivo, um ao lado do outro como nas praias do sul.
Para ir de automóvel entre no condomínio na altura do km 29 da Rio-Santos. Há estacionamento não longe da praia, mas com zona azul. Eventualmente, na alta estação o controle pode ser relaxado e você estacionar sem pagar.
Há acesso igualmente de ônibus, do centro de Ubatuba. As linhas 15 e 18 servem também a Praia do Prumirim. Enfim, do ponto do ônibus há uma caminhada de pelo menos seiscentos metros até a praia.

A ilha de Prumirim

Repare, igualmente, que frente a praia há uma bela ilha, também chamado de Prumirim, e que pode (e deve!) ser visitada. Assim, muito gente que visita a Ilha de Prumirim em Ubatuba não está interessado apenas no passeio de escuna e conhecer a beleza do lugar, ou se banhar em suas águas verdes. Afinal, muitos vão até a ilha para mergulhar., seja com snorkel, seja com equipamento. A forma mais econômica é tomar um barco na Praia do Prumirim, (no lado direito da praia). Há, porém, igualmente, embarcações para a ilha, partindo da Praia do Félix, um pouco mais caro, porque é e mais longe.

A cachoeira de Prumirim, em Ubatuba

Outra atração por perto é a Cachoeira do Prumirim, bem ao lado da Rio-Santos. Tem várias quedas d’água, porém, as mais interessantes são as que você encontra imediatamente descendo a trilha que sai da estrada. A primeira é uma super ducha natural, um tanto geladinha, mas deliciosa; a segunda um escorregador natural em que você se deixa levar pelas água, despencando em uma piscininha. A úlltima dela é um “piscinão” de águas transparentes, limpas, porém amarronzadas.

Alguns cuidados nessa cachoeira

Dicas importantes: A trilha e as cachoeiras podem ser escorregadias e é fácil levar alguns tombos. E, ainda mais, se você perceber que o tempo está mudando, com possibilidade de chuva, caia fora imediatamente. As vezes no alto da Serra do Mar já está chovendo e a torrente pode tornar-se forte e perigosa.

Acesso e hospedagem à Praia de Prumirim

Essa linda praia, tem algumas pousadinhas simpáticas e, nas proximidades, alguns hotéis. Para ir de automóvel entre no condomínio na altura do km 29 da Rio-Santos. Há estacionamento não longe da praia, entretanto, com zona azul. Eventualmente, na alta estação, o controle pode ser relaxado e você estaciona sem pagar.
Há acesso igualmente de ônibus, do centro de Ubatuba. As linhas 15 e 18 servem também a Praia de Prumirim. Enfim, do ponto do ônibus até a praia há uma caminhada de pelo menos seiscentos metros.

Praia de Prumirim, Ubatuba, norte (Foto: Giovanna Parpinelli)

Ubatuba norte: Puruba

Puruba, a 25 km de Ubatuba, a praia seguinte para quem segue na direção de Paraty, é uma das preferidas pelos que conhecem bem Ubatuba. Fica em uma vilazinha de pescadores, situada a pouco mais e dois km da Rio-Santos. O acesso a essa praia, com mais ou menos um quilômetro de extensão, é possível por uma trilha do lado esquerdo. Entretanto, trata-se de uma praia de características únicas, porque é  uma faixa de areia cercada pelo mar de um lado e pelo encontro das águas de dois rios o Rio Quiririm e o Rio Puruba, que corre paralelo à praia. São riachos rasos e você pode atravessa-los a pé se a maré não estiver alta. Com maré alta, porém, há barqueiros que fazem a travessia.

Atenção com as crianças

Puruba é praia com ondas. Assim, sobretudo em dias ventosos, elas podem ser fortes. Portanto, se estiver com crianças fique atento. O rio ao lado é muito mais seguro e raso. Ou seja, a criançada pode brincar ali com segurança.
O estacionamento, para quem vem de carro fica a 1,5 km da Rio-Santos, na aldeizinha de pescadores. A linha 22 partindo de Ubatuba passa por Puruba.
Saiba que a infra-estrutura é mínima. Existe somente, antes da travessia do rio o Bar do Negão. Pousada só tem uma ou duas e nem sempre abertas o ano todo. Alguns moradores acolhem visitantes ou alugam casas simples. Assim, a maioria dos turistas que vão a Puruba não fica hospedada por lá. Visitam a praia a vão embora.

Praia do Purubae, Ubatuba, norte (Foto: Giovanna Parpinelli)

Ubatumirim

É uma longa praia a 32 km ao norte de Ubatuba, com águas límpidas, com 2 km de extensão, areias finas, porém firmes boas igualmente para caminhadas. O mar nessa praia é calmo, bom para crianças ou para quem não é bom nadador.
E, ainda mais, além da beleza da praia, temos uma visão panorâmica de várias ilhas nas proximidades, como a badalada ilha das Couves, ilha de Prumirim e outras.  
Da Rio-Santos até a praia, quem vem de ônibus, se descer na rodovia, terá que encarar 2,5 km de estrada de terra. O que o deixa mais perto, é o Picimguaba divisa. Ubatumirim é uma aldeia. Há alguma infraestrutura, de quiosques e lanchinhos, entre o lado esquerdo e a parte central da praia. 

Cuidado com carros trafegando na praia

O fato de ter areia compacta, faz com que muitos veículos circulem pela areia, entre Ubatumirim, ao norte de Ubatuba, e a praia do Estaleiro. Infelizmente, alguns, alcoolizados, de forma imprudente, acham que estão numa estrada e não em uma praia, onde pode haver banhistas, inclusive meninada brincando. Os pais, por isso mesmo, deem ficar alertas. O estacionamento é na própria praia, onde houver lugar. 
Quem vier de ônibus, há o 17 e o Pinciguaba Vila, o 23, que o deixa mais perto. Do ponto do ônibus até praia você terá que caminhar uns 20 minutos, se descer na Rio-Santos
Muita gente vai a Ubatumirim, passa o dia lá e volta para para seu hotel no final da tarde. Em Ubatumirim existe, porém algumas pousadinhas e casas para alugar. 

As cachoeiras na Mata Atlântica

Para quem está disposto a encarar uma caminhada de 1.200 metros, do outro lado da Rio-Santos, poderá conhecer as cachoeiras da Laje e do Tombador. É mais fácil, porém, se estiver motorizado, fazer meia-volta em direção Ubatuba e ir a Cachoeira do Prumirim, na beira da rodovia,

Praia de Ubatumirim, Ubatuba, norte (Foto: Giovanna Parpinelli)

Ubatuba norte: Ilha das Couves

A ilha das Couves, ao norte de Ubatuba, é a mais procuradas das belas ilhas do litoral próximo a Ubatuba. Há passeios de escuna partindo de várias praias da cidade. Porém, o mais fácil, com mais opções e mais barato (por ficar mais perto) é pela aldeia de pescadores de Picinguaba. Toma apenas uns 15 minutos de barco.

A visita a ilha das Couves, em Ubatuba

Nossa primeira recomendação é: se for possível, evite final de semana, feriados prolongados e alta temporada. Tudo é mais caro: o passeio de barco, o estacionamento na aldeia, hospedagem etc. Se não for possível, procure madrugar e chegar cedo. (Nós: as 9h30 da manhã já estávamos chegando!)
Se estiver fora de temporada é melhor agenciar o retorno, sabendo de antemão que o barqueiro raramente cumprirá o horário combinado e chegará provavelmente uma hora mais tarde. Chegamos a ficar preocupado, achando que nosso barqueiro havia nos esquecido. Porém, uma hora e meia depois do horários combinado nosso amigo caiçara deu as caras com um sorrisinho amarelo noás lábios “Descurpe…” Portanto, não se desespere…

Preocupações ambientais

É igualmente bom saber que devido a preocupações ambientais pouco mais de 530 turistas podem visitar a ilha diariamente, divididos em grupos em diferentes horários. Mais um motivo para se evitar o pico do movimento da temporada.

E, antes de mais nada, não se esqueça que, por mais encantadora que seja a Ilha das Couves, não se esqueça que Praia de Picinguaba, com sua linda praia, já é uma atração e tanto!

Ilha das Couve, Ubatuba, norte (Foto: Giovanna Parpinelli)

Saiba mais sobre Ubatuba:

Posts Relacionados

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – As castas

Sonhos de Viagem

036 De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Os meninos de rua de Katmandu

Sonhos de Viagem

Ucrânia, fugindo da guerra genocida

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x