Ásia

Mercado Flutuante de Bangkok na Tailândia

O mercado flutuante de Bangkok surgiu quando as áreas de canais formadas pelos braços do rio Chao Phraya começaram a ser habitadas após a fundação da nova capital. Ou seja, as pessoas moravam ali, muitos trabalhavam em casa. Assim, plantavam verduras e frutas, criavam galináceos, pescavam, ou se dedicavam de forma manual a produzir artigos básicos para atender a uma demanda crescente da população que habitava a região dos canais. Precisavam, portanto, de um local para vender seus produtos por ali mesmo, nos canais.

Mercado Flutuante de Bangkok e seus arredores

Um movimentado comércio na região do Mercado Flutuante

De fato, uma grande parte da população dependia desse abastecimento. Não dava, portanto, para a cada momento que precisassem, os moradores irem até aérea seca da cidade para comprar arroz, sal e chá. Dessa forma, nas margens foram se estabelecendo mercadinhos, quitandas e até farmácias e todo um variado comércio.

Região do Mercado Flutuante de Bangkok

Barcos, o único meio de transporte

O único meio de transporte na região do canais, era, dessa forma o barco, seja a remo, seja a motor. Não é, entretanto, apenas no canais de Bangkok que as pessoas de deslocam e transportam mercadorias em barcos. A Tailândia é, afinal o país dos canais e rios. Assim, consciente das necessidades do país, o rei Rama IV determinou abertura deus canal com 32 km de extensão ligando rio Mae Blog e o The Chin. Estima-se que cerca de duas centenas de canais foram, assim, construídos ligando os afluentes do rio Chao Phraya

Barco, o meio de transporte na região do Mercado Flutuante de Bangkok

Carros, motos e barcos

Como desenvolvimento e a modernização do transporte motorizado e criação de rodovias e ferrovias, aos poucos as pessoas passaram a depender menos do canal. Hoje, portanto, na região, as duas formas de transportes convivem lado a lado.

Notamos, igualmente, ao circular por esse meandro de canais próximos ao mercado, que em muitas casas há igualmente, uma saída por uma estradinha terra no fundo das casas e uma moto, estacionada. Vezes ou outra, um carro.

Casinha na região do Mercado Flutuante de Bangkok

Mudança de perfil

O perfil dos mercados flutuantes mudou bastante nesses canais próximos a Bangkok. Dessa forma, além do comércio de frutas e legumes, há muitas bancas (no canal antes de chegar ao mercado) voltadas para a venda de souvenirs e produtos adequado a o gosto do turista. Encontra-se até mesmo lugares onde se pode comer um salgadinho e beber refrigerante!
É interessante, igualmente, reparar que nessas bancas ao bordo do canal dedicada a souvenirs turísticos, a cara das vendedoras é outra.

Vendedora de frutas no Mercado Flutuante de Bangkok

O tradicional e o moderno

Enquanto as tradicionais vendedoras de frutas utilizam roupas tailandesas do dia a dia, as moças que vendem bolsas femininas, bijuterias, colares, lenços, camisetas, são produzidas, utilizam roupas ocidentais modernas, pintam os olhos, se maquiam, tingem os cabelos. Ou seja, resolveram se adaptar ao público do turismo.

Vendedora no Mercado Flutuante

Thomburi

Muita gente se pergunta: porque motivo parte da população da capital tailandesa prefere habitar o bairro de Thomburi e a região dos canais próxima ao mercado flutuante? Percorrendo de barco o canal descobrimos um dos motivos: é menos quente, a brisa do rio é refrescante, enquanto o centrão de Bangkok com seu trânsito infernal é poluído e abafado.

Mercado Flutuante de Bangkok

Visita por conta própria

Resolvemos visitar o Mercado Flutuante de  Damnoen Saduak por conta própria, junto com um casal brasileiro bastante simpático hospedado no mesmo hotel que nós em Khaosan Road. Foi uma longa barganha, mas conseguimos acertar um preço muito bom.
O táxi, nos levou, assim, até um pequeno píer onde pegamos um barcos que nos levaria até o canal. Já sabendo que o Damnoen Saduak tem fama de ser hiper turísticos, aproveitamos para visitá-lo bem cedo.

Nossos amigos brasileiros ,conosco no Mercado Flutuante de Bangkok

Melhor momento para visitar Damnoen Saduak

O mercado Damnoen Saduak está aberto das 7 às 17 horas. Dessa forma, às oito da manhã já estávamos por lá. Estávamos igualmente fora da alta estação. Ou seja, havia, poucos turistas e, do alto da área coberta pudemos apreciar o movimento e fotografar. Foi igualmente acertado visitar o mercado diante a semana, já que, nos sábados e domingos há igualmente grande número de turistas tailandeses não apenas de Bangkok, mas de outras cidades que desejam igualmente visitar o mercado. Anotem, portanto, as dicas!

Residência da classe média, próximas ao Mercado Flutuante de Bangkok

O dia a dia das pessoas na região dos canais próximos ao Mercado Flutuante Damnoen Saduak

Um dos lados mais interessantes de novo passeio pela região dos canais foi poder ver como vivem as pessoas no seu dia-a-dia, como são as casas. Notamos, assim, que, ao lado das residências habitadas pela classe média de Bangkok, há outras igualmente, bastante simples ocupadas por famílias de baixa renda. Mas, não importa o padrão das casas, invariavelmente têm na entrada a famosa casinha dos espíritos.

Residência com sua casinha dos espíritos, em canal próximo do Mercado Flutuante de Bangkok

Assim também, nos impressionou deparar com um grande número de templos, em toda a região dos canais, alguns pequenos, outros bem grandinhos, sempre tendo um Buda dourado como figura central. Os templos são abertos à visitação pelos não budistas. Assim, de barco, pudemos visitar vários deles.

Nos canais próximos ao Mercado Flutuante há vários templos

Dicas:

Se você for a Bangkok, não deixe, portanto, de visitar o Mercado Flutuante, mesmo que bastante turístico. Faça, porém, como nós, se possível, escolha uma época e dia tranquilos.

BLOGS DE TURISMO SOBRE A TAILÂNDIA

Viajar pela Tailândia * Bangkok, capital da Tailândiaa surpreendente capital da Tailândia * O Mercado Flutuante de Bangkok * Sul da Tailândia e suas praias de sonhos Koh Lanta, no sul da Tailândia
* Krabi, sul da Tailândia, uma boa surpresa * Relato de viagem pela Ásia na pandemia, a caminho de Chiang Mai O que fazer em Chiang Mai, no norte da Tailândia? *
O Santuário dos Tigres em Chiang Mai: tigres mansos ou dopados? Confira!
* Relato de nossa viagem na pandemia: Koh Samed (Samed Island) A difícil volta da Tailândia para o Brasil

VÍDEOS DE TURISMO SOBRE A TAILÂNDIA
Tailândia, costumes curiosos * No auge da pandemia: as ruas vazias de Bangkok (parecia sureal!)
Retidos pela pandemia na ilha de Samed: ficamos morando por lá um ano. Nenhum turista podia entrar ou sair da ilha… * Os templos dourados de Chiang Mai *

DICAS DE VIAGEM: O que você precisa pensar

Blogs

*  Viajar sozinho ou acompanhado? Que línguas você fala?Lidar com dinheiro em viagem * Qual a melhor época do ano para se viajar * 
* Mulheres viajando sozinhas: dá para encarar? Viajar de carro pelo mundo * Viajar avião: as dicas 
* Como planejar e organizar sua viagem

Vídeos

 Como escolher o destino que combina com você? (vídeo) * A bagagem certa para cada viagem (vídeo)
 * Quanto tempo você dispõe para sua viagem ? (vídeo) * Como viajar barato pelo mundo? (vídeo)
 * Melhores aplicativos de viagem (vídeo)
A importância de uma nécessaire de utilitários (vídeo)
Dicas de livros para ler durante uma pandemia ou fora dela

Está querendo viajar? Então, que tal ir pensando onde se hospedar nos lugares que pretende visitar? Escolha e reserve seu hotel

Nossa filosofia de viagem

Todos nossos vídeos têm o turismo como tema. Assim também, temas correlatos, como “gastronomia em viagem” ou “vinhos em viagem” que igualmente se enquadram no tópico turismo. Nossos vídeos refletem nossa filosofia de viagem e de vida. Portanto, quando viajamos, não queremos apenas visitar atrações turísticas ou curtir belas paisagens. Afinal, isso é parte importante da viagem, sem sombra de dúvida. Curtimos, porém, conhecer a cultura, costumes, a gastronomia do país, sua arquitetura, sua produção artística e sua religião.

Veja nosso Índice Geral de Matérias e VídeosVocê vai viajar…

Aeroporto de Estocolmo. Frase alternada em diversos idiomas: “Sou um cidadão do mundo, minha pátria é em todo lugar

Posts Relacionados

Lago di Como, na Itália

Sonhos de Viagem

Países baratos e incríveis: Portugal

Sonhos de Viagem

Países baratos e incríveis: Tailândia

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x