Livro: A Vaca na Estrada

030 De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

O Vale de Katmandu no cinema e nos livros

Katmandu fica em um belo vale (O Vale de Katmandu), bem no centro do Nepal, a cerca de 1.500 metros de altitude, tendo ao norte a Cordilheira de Himalaia, na fronteira com o Tibet, hoje invadido e ocupado pela China. Não apenas a cidade de Katmandu, mas todo o vale aparecem no cinema e nos livros sobre o país.
Abaixo: Mapa de Katmandu

Mesmos habituados às imatriculações estrangeiras, era sempre com certa curiosidade que os nepaleses encaravam um veículo recém-chegado de tão longe. Aliás, alguns, inclusive, sabiam meia dúzia de palavras em francês. Assim, quando estacionamentos na Frek’s Street, nos cumprimentavam com um “Bonjour, comment ça va” meio inseguro e confuso.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é RENAUL-4-L-45.jpg
De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Obviamente, nós já tínhamos ouvido falar, e muito, do Nepal. O país himalaiano e sua capital, Katmandu se tornara, assim, a meca dos out-siders. Ou seja, hippies e jovens aventureiros no mundo todo, principalmente europeus sonhavam conhecer a capital nepalesa. Em suma, sentar-se sonhadores no alto de um de seus inúmereos templos e curtir o clima.

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Katmandu, a meca dos out-siders

Além de uma maioria de europeus, cruzei igualmente com norte-americanos, canadenses e, também com australianos, neo-zelandeses relativamente numerosos, já que a Oceania não ficava tão longe da Ásia. Era só ir seguindo o mapa e ir, portanto, em frente com a vida e a aventura!…Latino-americanos, entretanto raramente visitavam o país.

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Os confrades da estrada

Cruzamos, aliás, igualmente com alguns sul-americanos, argentinos e brasileiros principalmente. De fato encontrei em mais de uma ocasião, na Ásia, com compatriotas e também alguns hermanos. A impressão que tive é que apenas brasileiros e argentinos, entre os sul-americanos, se interessavam por esse tipo de destino.
Alguns jovens europeus, aliás, aproveitando-se da diferença do custo de vida na Europa e na Ásia, trabalhavam durante seis meses eu seus países, depois ficavam um ano de “férias” entre as montanhas do Himalaia, o Nepal, e as praias tropicais de Goa. Ou seja, vagabundeando pelo Oriente.

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Filmes e livros sobre Katmandu

Assim, de repente, aproveitando a onda, começaram a surgir romances e filmes, europeus principalmente, mas também norte-amricanos, que tinham Katmandu como cenário. Confesso que eu mesmo assisti a quase todos esses filmes e li, portanto, praticamente tudo o que se publicou sobre o Nepal. E, finalmente, eu mesmo escrevi sobre o país, reportagens e livros.

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Filmes – Katmandu como cenário

Les Chemins de Kathmandou

Comecei com um livro francês, o Les Chemins de Kathmandou, que deu origem, porteriormente, a um filme do mesmo nome. Na época o filme fez realmente sucesso. Ainda mais, o Nepal, seu exotismo e até o certo exagero ao retratar Katmandu dos anos 1980 mexia com a imaginação de muitos jovens mochileiros. Dessa forma, todos sonhavam em conhecer esse mundo perdido.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é les-chemins-de-Katmandu-livro-ok.jpg
De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Lembro-me do trailer do filme, muito sensacionalista, com jovens de ar perdido: “Eles chegam de todos os lugares, por todos os meios. Todos buscam Katmandu!” Eu era novo quando assisti esse trayler. E prometi, entretanto aos meus botões que um dia iria ver aquilo de perto. O livro tem tradução em inglês e em espanhol, para quem não lê em francês. Finalmente, temos o filme, uma película francêsa já antiga, muito difícil de se encontrar numa locadora.

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Os livros, os filmes, sobre Katmandu e a realidade

Mas, a impressão que tive depois de conhecer o país foi que seu autor nunca estivera no Nepal. Achei extremamente sensacionalista, para dizer a verdade. Posso estar errado, vai lá saber! Preciso, porém, reconhecer que esse livro e o filme despertaram em mim, a vontade de conhecer esse lugar maluco. Queria verificar se tudo o que contavam era verdade…

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Filmes sobre Katmandu, alguns fraquinhos, outros ótimos

Outro filme do gênero que surgiu mais tarde, tinha o título “O último trem para Katmandu“. Gente, não existem trens para Katmandu! O filme é apenas uma papagaiada explorando a fama que Katamandu passou a ter.
Vi também um filme indiano que fala do Nepal. Muito melhor, aliás, com a maior parte das cenas filmadas no Vale de Katmandu, na capital e em Bhaktapur, principalmente. Um filme não sensacionalista e com um enredo consistente, muito interessante. Em suma, um filme mais realista, mostrando o Nepal visto por eles.
É, aliás, uma pena, que filmes excelentes de vários países não cheguem até nós no Brasil, dominado pelos enlatados norte-americanos das grandes locadoras norte-americanas que monopolizam o mercado. Enfim, praticamente acabaram com filmes de arte e outros de festivais russos, latino-americanos e outros.

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Livros tendo Katmandu como pano de fundo

L’ Antivoyage

Gostei também muito do livro de Muriel Cerf, uma escritora francesa que, ainda bastante jovem se aventurou pela Índia e pelo Nepal, Tailândia e outros países da Ásia. Na verdade viajou pelo mundo todo. Esteve mesmo no Brasil. O livro, bastante interessantec conta suas aventuras pela Ásia, suas experiências de viagem e mesmo seus amores numa linguagem liberada e agradável.

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Gostei do livro e, inclusive, cheguei por um momento em pensar traduzi-lo para o português. O L ‘Antivoyage a tornou famosa. A escritora só parou de viajar nos anos oitenta quando, atropelada por um automóvel, sofreu sérias fraturas nas pernas. Muriel morreu de câncer em 2012. Sofri ao saber da notícia, sempre fui seu maior fã brasileiro. Recomendo, portanto a todos amigos que lêem em francês.

Flash

Gostei muito igualmente de outro romance francês sobre o Nepal como o: Flash, escrito por Charles Duchaussois. Enfim, Flash, de Charles é outro papo. Em suma, ele foi um drogado, um marginal, que se meteu em todo tipo de tráfico e transgressões. Enfim, ele escrevia, sem muitas barreiras sobre suas delinquências durante o tempo em que permaneceu no Nepal.

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Katmandu no cinema e nos livros

Um livro, portanto, da pesada em todos os sentidos, mas, nem por isso, menos interessante. Enfim, o mundo visto por um marginal. E, enfim, devo reconhecer, marginal, mal caráter ou não, pelo menos Charles sabia escrever. Seu livro sobre o Nepal é interessante. Charles morreu em 1991.

Sigam o relato:

Sigam esta aventura de carro pelas estradas da Ásia. Atravesse o Oriente mágico e éxotico que encantou milhares de jovens europeus. Uma experiência vivida pelo autor do livro “A Vaca na Estrada” por países como Turquia, Irã, Afeganistão, Paquistão, ÍndiaNepal


Veja a continuação desta postagem:
A cidade e suas tribos

Explicação necessária

Outras viagens pela Índia, lugares e experiências

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é passaporte-livro-montagem.jpg

Nosso destino nessa viagem de carrro, espinha dorsal do livro “A Vaca na Estrada” de Paris ao Nepal, seria Katmandu. Da Europa passaríamos pela Turquia, Irã, Afeganistão, Paquistão e Índia. Antes, porém, de seguir para o Nepal fomos visitando outros lugares na Índia. Aliás, como estive diversas vezes no país, o livro “A Vaca na Estrada”, inclui igualmente algumas experiências vividas em outras viagens pelo subcontinente indiano.
Mumbay Goa Os marajáso controle da natalidade  A arte na ÍndiaRajastão 1 – “A Vaca na Estrada” – Rajastão 2 – Casamento à indianaViagem de trem na Índia As castasA colonização inglesa Gandhi  – Costumes, cultura De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Shiva e Jesus 

Você gosta de viajar? Então veja dicas preciosas e fotos dos principais destinos turísticos do mundo:

youtube.com/c/SonhosdeViagemBrasil
 instagram.com/sonhosdeviagembrasil 
facebook.com/sonhosdeviagembrasil

Posts Relacionados

Santuário dos Tigres em Chiang Mai na Tailândia

Sonhos de Viagem

Puno e o Lago Titicaca

Sonhos de Viagem

Ubatuba, uma das cidades mais antigas do Brasil

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x