Planeje sua Viagem

Documentação de viagem

Os guias de viagem em papel

Quando editávamos diversos guias de turismo especialmente escritos para brasileiros, nos deparávamos com uma grande instabilidade nas informações, que tínham que estar sempre sendo atualizadas. Foi quando percebemos que, enquanto um livro, como um romance, por exemplo, podia continuar sendo impresso em papel. Afinal, um livro impresso é muito mais agradável de ser lido em qualquer lugar. Os guias impressos, porém, foram, cada vez mais, sendo superados pelas informações on-line. Assim, hotéis e restaurantes mudavam de nome, fechavam as portas, novos estabelecimentos eram inaugurados. Hoje pelo Booking.com e outros sites de turismo você tem informações sempre atualizadas sobre hospedagem, mapas dos lugares, comentários de pessoas que se hospedaram nesses locais. No que diz respeito à documentação de viagem, como passaporte e vistos, as informações podem também ser obtidas on-line em minutos. Ou seja, as informações digitais, indiretamente, decretaram o fim dos guias em papel. Por isso paramos de produzi-los e disponibilizamos todo seu conteúdo em forma digital no site “Manual do Turista” e neste Blog “Sonhos de Viagem”.

Nossos GTB (Guia do Turista Brasileiro), uma série que incluía também Argentina, Portugal, Londres, que fizeram sucesso durante anos, acabaram superados pela realidade da informação digital. Boa parte desse conteúdo pode ser acessado on-line, gratuitamente no site Manual do Turista Brasileiro e no Blog Sonhos de Viagem

O passaporte

A documentação para viagens internacionais começa pelo passaporte. A primeira coisa, portanto é entrar na página da Polícia Federal com as informações detalhadas de como obter, passo a passo, seu passaporte, renovar o antigo, e informar-se sobre os documentos que precisará apresentar. Dependendo de sua idade, alguns papéis não precisam mais ser apresentados, como certificado militar, por exemplo. Neste momento em que estamos escrevendo, seu prazo de validadeé é de dez anos.

Passaporte btasileiro, dez anos de validade

Prazos para a emissão de passaporte

No site da Polícia Federal consta que o prazo para emissão do passaporte brasileiro é de uma semana a dez dias. Mas, em alguns momentos, em janeiro de 2023, por exemplo, estavam ocorrendo grandes atrasos nesse prazo de emissão. Pasmem! o setor não tinha sequer uma verba para imprimir passaportes! Assim, recomendamos não deixar o assunto para a última hora. Já que agora o passaporte brasileiro vale dez anos providencie ou renove o antigo assim que você resolver que vai viajar. Nós sempre providenciamos nossos passaportes por nossa conta. Mas, há serviços de assessoria que podem ajuda-lo. Também é possível conseguir o passaporte bem mais rapidamente se você conseguir comprovar a urgência de sua viagem.
Importante: Mesmo que seu passaporte não esteja expirado, ao entrar em muitos países o serviço de imigração costuma exigir um prazo de validade de mais seis meses. Nesse caso, se seu passaporte vai expirar dentro de alguns meses, renove-o.

Quando pensar em viajar confira sempre a data de expiração de seu passaporte, que deve ter pelo menos seis meses de validade quando você desembarcar no país que vai visitar

Viajar só com a carteira de identidade

Atualmente, em razão de acordos diplomáticos os países sul-americanos podem ser visitados com a apresentação somente de sua carteira de identidade nas fronteiras terrestres ou nos aeroportos ao desembarcar. São eles  Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela. Isso hoje, mas muita coisa pode mudar. Basta subir ao poder algum maluco de extrema direita que comece a brigar e a ofender nossos vizinhos, por exemplo, romper relações diplomáticas etc. Afinal, isso já aconteceu. Ou seja, antes de viajar telefone ou mande um e-mail para o consulado do país que você pretende visitar na América do Sul e confira se algo mudou. Um detalhe: sua carteira de identidade não pode ter sido emitida há mais de dez anos. Igualmente, sua foto no documento não pode estar completamente diversa de sua aparência atual. De qualquer modo, a carteira de identidade serve apenas para viagens de turismo. Para viagens de estudos, a trabalho, para vistos de residência, tratamento de saúde, e qualquer outra viagem que não seja a turismo o passaporte é obrigatório.

Carteira de identidade pode substituir o passaporte em quase toda viagem
pela América do Sul

Seguro de saúde em viagens internacionais

Hoje em dia cada vez mais países exigem que os turistas tenham um seguro de saúde. No caso da Europa ele deve cobrir gastos até 30 mil euros. Na pratica, raramente pedem esse seguro, mas durante a pandemia passaram a solicta-lo mais frequentemente. Enfim, se resolverem podem fazê-lo e nesse caso você não poderá entrar no país. De qualquer forma é bom ter um seguro de viagem. É relativamente barato e, no caso de um acidente ou enfermidade; Além diso, o custo de um tratamento de saúde no exterior costuma ser caro nos países ricos. Nos mais pobres os serviços públicos não costumam ser bons. Para maior segurança você terá que recorrer a hospitais particulares. Veja nossa postagem sobre seguros de viagem.

O custo dos serviços de saúde costumam ser bem caro em alguns países

Nós, do “Sonhos de Viagem” não viajamos sem seguro. Afinal, temos medo das vacas sagradas na Índia ou de escorregar lá do alto do Himalaia. Enfim, um acidente ou enfermidade séria acabaria com nossa viagem, até financeiramente. Seguro de viagem não é caro. Sem contar que não queremos aborrecimentos na imigração, já que, na UE por exemplo, é obrigatório. Mas, claro tenha tudo por escrito e informe-se como proceder com relação aos gastos que terá numa emergência ou acidente.

E os vistos?

Menos confiáveis ainda, são as informações sobre vistos, por exemplo, cujas exigências, por força de novos acordos ou desacordos internacionais estão sempre sendo alteradas. Países que não exigiam visto para brasileiros estão exigindo, outros que exigiam o visto pararam de fazê-lo. Ou seja, é impossível acompanhar em tempo real todas essas alterações sobre mais de duzentos países. Em outras palavras, estaríamos passando inforrmações inexatas aos nossos seguidores.

Confira sempre se vai precisar de visto
no país que pretende visitar

Normalmente as informações oficiais são as mais confiáveis. Por exemplo, as dos sites oficiais de turismo de cada país ou as fornecidas por representações diplomáticas. Ou seja, basta você digitar no Google “Nova zelândia+visto” ou “Canadá+ vistos” e você chega direto, em segundos às informações oficiais consulares desses países. Há países como os USA super exigentes e demorados também, para a concessão de um visto de turismo ou de qualquer tipo. Além disso, você passa por uma verdadeira sabatina. Fale sempre a verdade. Se pegarem uma mentirinha o visto pode não sair.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é OK-CARTUM_GI_CONSULADO-1.jpg
Fale sempre a verdade no consulado norte-americano

Vamos lembrar que, durante a pandemia de Covid, as exigências e restrições à entrada de turistas foram alteradas em muitos países. Então, a primeira coisa a fazer é telefonar ou mandar e-mail no mês de sua viagem e talvez novamente antes de embarcar, para a representação do país que você pretende visitar. Peça informações atualizadas sobre vistos, informe-se sobre alguma nova exigência, vacinas, se for o caso etc. Essa é a única maneira segura de evitar perrengues. Em suma, informações oficiais. Você mesmo terá que efetuar essa consulta. Muitos países exigem visto para a entrada de turistas brasileiros. No momento que escrevemos estas linhas o visto é exigido para a entrada nos Estados Unidos, Canadá, Austrália, Índia, Camboja, Camarões, Egito, Etiópia, China, Japão, Costa do Marfim, Cuba, Gana, Arábia Saudita, Iraque, Kuwait, Nigéria, Papua Nova Guiné, e vários outros mais. Mas, vamos insistir: liguem para os consulados, e confirmem as informações.

O visto pode ser obrigatório em váios países

Vacinas

Outra coisa que está sempre sendo alterada são as exigências de vacinação. Durante a Covid as coisas se complicaram demais. Em muitos países você não podia entrar, em outros não podia sair. Foi o que aconteceu conosco: ficamos quase um ano na Talândia sem poder deixar a ilha de Samed (Koh Samed) onde não havia casos de Covid. Nenhum estrangeiro entrava ou saía da ilha. É uma ilha linda de mar cor de turqueza, coqueiros, um paraíso tropical. Mas, mesmo assim, ficar preso até no Paraíso é algo que incomoda. As praisas, antes animadas, estavam quase vazias, ocupadas por cães vagabundos

As praias de Samed ocoupada por cachorros

As fronteiras nacionais tailandesas também se fecharam, võos foram suspensos. Isso aconteceu em muitos lugares no mundo todo. Depois, para deixar o país tivemos que nos vacinar em um hospital, pagando 250 dólares cada um só para poder subir no avião. Muitos países limitavam igualmente a entrada de qualquer estrangeiro. Hoje, quem tem se vacinado contra a covid não tem mais esse problema para viajar.

Vacina é fundamental, só ignorantes negacionistas rejeitam

Ou seja, a coisa melhorou muito. Porém, a toda hora escutamos falar de risco de novas pandemias ou volta de novas variantes mais perigosas da Covid. Há ainda países onde correm epidemias de cólera e outras doenças. Como já mencionamos, essas exigências estão sempre mudando. Um telefonema não custa nada e você viaja tranquilo.

Não custa nada entrar em contato com o consulado do país que você pretende visitar e reunir informações oficiais sobre vistos, vacinas etc.

Dicas gerais sobre documentação para viagem ao exterior:

1- Em suas viagens internacionais, mesmo que tenha passaporte consigo, leve também a carteira de identidade. Faça igualmente cópia autenticada de seu passaporte e mesmo de outros documentos, como a carteira internacional de habilitação (e mesmo a nacional, com seu CPF), do próprio rg e outros documentos. Em caso de roubo ou perda de passaporte isso pode ajudar a conseguir outro em um consulado brasileiro.

Consulado brasileiro, é sempre bom já ter o endereço
no país ou cidade para onde você vai

2- O passaporte brasileiro é muito cobiçado por traficantes e terroristas no mundo todo. É fácil entender: o cidadão brasileiro tem uma diversidade étnica a mais variada possível. Ou seja, um brasileiro pode ser loiro de olhos azuis, ter um tipo oriental, ser negro, branco de cabelos escuros, ou mestiço. Em suma, qualquer um pode se fazer passar por brasileiro. Portanto, cuidado com seu passaporte para não cair em mãos erradas.

Se ele se descobrir pode ter mais ou mesmo
as mesmas feições que muitos de nós

Assim, na Europa eu sempre deixava meu passaporte trancado no hotel e saía com a carteira de habilitação internacional e o xerox do passaporte. Fui parado apenas duas vezes, apresentei esses papéis e mesmo o cartão do hotel onde estava hospedado. Não tive problema. Obviamente, não utilizei a carteira de habilitação e o xerox do passaporte para atravessar fronteiras, mas apenas para circular por cidades européias.

A carteira internacional de habilitação acompanhada da foto do passaporte normalmente é aceita no caso de um controle policial na Europa, mas nunca como documento para se atravessar fronteiras

3 – Carteiras como a CNH, OAB, CRM, Certidão não são aceitas como documentos de viagem internacional, inclusive na América do Sul, nem mesmo em viagem de turismo.
4 – O viajante menor de idade desacompanhado de um dos pais necessitará sempre de uma autorização dos genitores ou responsáveis para viajar para o exterior ou mesmo pelo Brasil. No exterior precisará do passaporte ou, na América do Sul, da carteira de identidade.
5 – Desde o final dos anos oitenta a dupla (ou mesmo múltipla) nacionalidade é legalmente aceita no Brasil. Afinal, muitos de nós temos pais ou avós estrangeiros, europeus principalmente, e possuem um segundo passaporte. Mesmo que você possua um passaporte europeu, pode ter também solicitar o brasileiro sem problema.

Dupla nacionalidade é perfeitamente legal no Brasil
desde o governo FHC

DICAS DE VIAGEM: o que você precisa pensar

Blogs

* Viajar sozinho ou acompanhado? Que línguas você falaLidar com dinheiro em viagem * Qual a melhor época do ano para se viajar * Mulheres viajando sozinhas: dá para encarar? Viajar de carro pelo mundo
 * Viajar avião: as dicas * Como planejar e organizar sua viagem

Vídeos

 Como escolher o destino que combina com você?  * A bagagem certa para cada viagem
 * Quanto tempo você dispõe para sua viagem Como viajar barato pelo mundo?
 * Melhores aplicativos de viagem
A importância de uma nécessaire de utilitários
Dicas de livros para ler durante uma pandemia ou fora dela

Site oficial de Turismo de Portugal

Está querendo viajar? Então, que tal ir pensando onde se hospedar nos lugares que pretende visitar? Escolha e reserve seu hotel

Nossa filosofia de viagem

Todos nossos vídeos têm o turismo como tema. Assim também, temas correlatos, como “gastronomia em viagem” ou “vinhos em viagem” que igualmente se enquadram no tópico turismo. Nossos vídeos refletem nossa filosofia de viagem e de vida. Portanto, quando viajamos, não queremos apenas visitar atrações turísticas ou curtir belas paisagens. Afinal, isso é parte importante da viagem, sem sombra de dúvida. Curtimos, porém, conhecer a cultura, costumes, a gastronomia do país, sua arquitetura, sua produção artística e, sem sermos religiosos sua religião. Só para entender…

Veja nosso Índice Geral de Matérias e VídeosVocê vai viajar…

Aeroporto de Estocolmo, as frases cada momento em um idioma:
“Sou um cidadão do mundo, minha pátria é em todo lugar

Posts Relacionados

012 “De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Paquistão

Sonhos de Viagem

De Paris a Katmandu de carro – “A Vaca na Estrada” – Goa

Sonhos de Viagem

Vai viajar? Qual as dicas mais importantes sobre hospedagem no mundo todo?

Sonhos de Viagem
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x